Distribuição Homepage Newsletter

Retoma não chega aos bens de rápido consumo

Por a 16 de Abril de 2015 as 17:18
retalho

retalho
No primeiro trimestre de 2015, as famílias compraram menos bens de grande consumo, que caiu 2,1% face ao mesmo período do ano anterior.

“O volume comprado no grande consumo pelos lares continua, desde há quatro anos,  em redução praticamente constante”, revelam os mais recentes dados da Kantar Worldpanel.

“Esta queda do consumo FMCG (Fast-Moving Consumer Goods) é originada também pela continuação da tendência de redução das visitas às lojas. A frequência de compra cai 2,3% nestes primeiros três meses do ano. Sem que exista alguma compensação por via do volume em cada acto de compra, que cai também -0,8%”. Estes indicadores seguem “a mesma tendência da informação do INE” (Instituto Nacional de Estatística) para o comércio a retalho de produtos alimentares, relativa aos primeiros dois meses de 2015, “que indicam igualmente uma queda ligeira do consumo nesta área em particular”.

Se em termos macro-económicos “vemos que os índices de confiança do consumidor estão a melhorar, concluímos que isso não afecta, ainda, o consumo FMCG das famílias portuguesas”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *