Homepage Newsletter Produção

PepsiCo investe 7,5 milhões de euros na fábrica do Carregado

Por a 23 de Janeiro de 2023 as 11:44
pepsi

A PepsiCo Portugal anunciou esta segunda-feira um investimento de7,5 milhões de euros para instalar o seu primeiro biodigestor (transforma os resíduos orgânicos em biogás) no sul da Europa.  O biodigestor, que começará a ser construído em abril deste ano,  está integrado no projeto de sustentabilidade e vai permitir reduzir em 30% as emissões de carbono da fábrica de snacks, estima a empresa, em comunicado.

O novo biodigestor terá a capacidade de converter 21.900 toneladas de resíduos orgânicos por ano em 4.818.000 Nm3 de biometano por ano, o que equivale a uma redução de 30% nas emissões de carbono durante o processo de produção,  calcula Nelson Sousa, Plant manager da PepsiCo em Portugal.

“O biodigestor também contribuirá para reduzir o consumo de gás, permitindo à instalação utilizar o biogás produzido durante o processo de digestão anaeróbia (processo biológico em que o material, na ausência de oxigénio, através da ação de um grupo de bactérias orgânicas específicas, é decomposto em produtos gasosos ou biogás)”, explica a empresa, acrescentado que “este é um processo utilizado como fonte de energia renovável, onde o biogás é utilizado diretamente como combustível nas várias fases da produção, assim como para a higienização das linhas de produção e aquecimento das águas sanitárias dos balneários e refeitório”.

O novo biodigestor, que será construído  num local separado junto à fábrica e ocupará uma área de 420 metros quadrados, utilizará as lamas produzidas na estação de tratamento de águas residuais da fábrica e as cascas de batata, assim como outros resíduos alimentares impróprios para consumo. “Estes resíduos são pré-tratados e convertidos num composto orgânico limpo que é, depois, transformado em biogás através de um processo anaeróbico. O biogás para ser um substituto direto do gás natural é previamente pré-tratado numa estação de purificação que converte o biogás em biometano”, esclarece a filial portuguesa da Pepsi Co.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *