FMCG Homepage Newsletter

Casa da Prisca aumenta linha de produtos saudáveis e promete novidades ainda este ano

Por a 27 de Agosto de 2021 as 9:56

Casa da PriscaA fabricante de enchidos e doces de fruta Casa da Prisca está a aumentar a linha de produtos saudáveis e promete mais novidades para este ano. A inovação está no ADN da empresa centenária de Trancoso que deverá alcançar este ano um crescimento de 15% no volume de negócios para quase 15 milhões de euros

A Casa da Prisca alargou a família de doces Nature, com o lançamento da marmelada sem adição de açúcar. O produto, que nasceu de um desafio lançado à fabricante centenária de produtos de charcutaria e doces e condimentos de fruta, foi desenvolvimento em tempo recorde, conta Vanda Serrumbia, diretora comercial responsável pela categoria de doces e condimentos, em entrevista ao Hipersuper. “Este produto nasceu de um desafio proposto por um cliente, num projeto de inovação e novos artigos, e demorou aproximadamente um mês a ser desenvolvido”. O doce tipicamente português, na versão livre de açúcar, chega ao mercado em formato de 250gr, “pensado no sentido de evitar o desperdício alimentar e de em cada pedaço se manter as características deste doce”. Com uma textura fina e suave, proveniente da polpa de marmelo, e o sabor característico deste fruto, a Marmelada Prisca Nature contém apenas o açúcar naturalmente presente neste fruto.

O investimento no novo produto, que a empresa preferiu não divulgar, foi feito essencialmente no desenvolvimento da imagem e do plano de comunicação. Vanda Serrumbia explica que, nesta fase, não consegue calcular o valor de vendas estimado para o primeiro ano de lançamento porque vai estar dependente da penetração do artigo nos canais de distribuição. A empresa espera ter a nova marmelada à venda “em breve” nas principais cadeias de super e hipermercados.

O target do novo produto são os consumidores preocupados com a saúde, a alimentação e o planeta. “Procurámos com este lançamento alargar a oferta de artigos sem adição de açúcar que na generalidade dos canais de distribuição têm um crescimento da procura e venda. Alinhada com a restante família Nature, o target deste artigo são os consumidores preocupados com uma alimentação mais equilibrada”.

Mais produtos da marca Prisca estão na calha para lançar este ano, na linha dos pré-cozinhados e vegan, adianta a responsável.

Volume de negócios deverá crescer 15% em 2021

A Casa da Prisca é uma empresa portuguesa de Trancoso (distrito da Guarda), de cariz familiar, que se dedica desde 1917 à comercialização de enchidos tradicionais portugueses. Em 2004, alargou o portefólio à produção de doces e condimentos de fruta. “A inovação faz parte do ADN da Prisca. Desde a nossa fundação, o foco nesta vertente, tem acompanhado cada geração da família Santos. Graças às soluções inovadoras que fomos apresentando ao mercado, na primeira fase nos enchidos e, posteriormente, na linha de doces e condimentos, trazem à nossa marca esse reconhecimento”, considera Vanda Serrumbia.

E esse reconhecimento está a dar frutos. No ano passado, a Casa da Prisca alcançou um volume de negócios de 13 milhões de euros, cifra que deverá aumentar para quase 15 milhões de euros. “Em 2021, esperamos crescer 15% no volume de negócios”.

No ano passado, as vendas de produtos de charcutaria cresceram 18% e as de doces de fruta aumentaram 7%, em termos homólogos. Qual das categorias apresenta este ano maior potencial de crescimento? “Ambas as categorias têm potencial de crescimento. Na charcutaria temos potencial de crescimento na linha de artigos com porco Bísaro, uma raça autóctone transmontana. Nos doces e condimentos de fruta, temos potencial de crescimento através do alargamento da marca e oferta nas cadeias da grande distribuição. Também nesta categoria o potencial de exportação apresenta ainda um largo espectro de crescimento”, afirma a responsável.

Um dos principais desafios que a empresa enfrenta para crescer passa pelo desenvolvimento do canal online. “A prazo, os principais desafios da empresa estão centrados no mercado online, canal que, devido à situação de pandemia, tem tido um crescimento exponencial que se manterá para o futuro. Nesse sentido, temos procurado acompanhar esta tendência e estar presentes com a nossa marca junto dos novos consumidores”, termina Vanda Serrumbia.

*Artigo originalmente publicado na edição 393 do jornal Hipersuper

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *