Homepage Newsletter Produção

Produtores de leite protestam “preços insustentáveis” pagos ao setor

Por a 25 de Agosto de 2021 as 17:31

leiteAlgumas centenas de produtores de leite reuniram-se esta quarta-feira, em Ribeirão, distrito de Braga, para denunciarem os “preços insustentáveis” que o setor está a receber pela sua atividade, reivindicando uma subida da remuneração para cobrir os custos de produção, notícia a Lusa.

Promovida pela Associação de Produtores de Leite de Portugal (Aprolep), a iniciativa juntou agricultores de todo o País e contemplou uma ronda por várias superfícies comerciais da Trofa, distrito do Porto, onde os manifestantes, nos seus tratores e trajados de negro, depositaram caixas a simbolizarem caixões fúnebres, como alerta para a “morte do setor”, descreve a agência noticiosa.

Desde o final do ano passado que a atividade de produção de leite se está a tornar insustentável. “Estamos com margens negativas e não conseguimos produzir aos preços que nos estão a ser pagos”, começou por explicar Jorge Oliveira, presidente da Aprolep.

O dirigente lembrou à Lusa que a média nacional paga aos agricultores por litro de leite ronda os 30 cêntimos, mas que, para as explorações serem sustentáveis, os produtores precisavam de receber, pelo menos, entre 35 a 36 cêntimos, apelando a um aumento do preço vendido na distribuição.

Nos hipermercados há pacotes de leite a serem vendidos a 43 cêntimos. “É algo insustentável. Apelamos que parem com as guerras comerciais e com as promoções porque isto vai destruir a promoção nacional. Se o litro de leite fosse vendido no mínimo a 50 cêntimos já era possível passar mais algum valor para nós”, acrescentou.

2 comentários

  1. Manoel Antônio de Oliveira

    28 de Agosto de 2021 at 13:50

    BOM DIA.
    É NECESSÁRIO QUE HAJA ALGUMA ALTERNATIVA PARA ESSA SITUAÇÃO QUE ESTÃO PASSADOS TODOS OS PRODUTORES DE LEITE.

  2. Manoel Antônio de Oliveira

    28 de Agosto de 2021 at 13:45

    PIOR QUE ESSA SITUAÇÃO ESTÁ DOS CUSTOS ALTOS DOS OS PRODUTORES ESTÃO TRABALHANDO NO VERMELHO É NECESSÁRIO QUE HAJA ALGUMA APOIO NO SETOR DE LACTÉOS.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *