Homepage Logística Newsletter

Glovo fechou parceria com mais de 700 restaurantes em abril e em março

Por a 14 de Maio de 2020 as 9:36

RicardoBatistaGLOVOEm março e abril, a Glovo fechou parceria com mais de 700 restaurantes, em que 85% são pequenas e médias empresas. A aplicação de entregas está presente em 34 cidades do País. A adesão dos restaurantes deveu-se ao encerramento do canal Horeca durante o período de confinamento. No mês passado, a empresa registou um aumento de 28% no número de pedidos em comparação com a média de janeiro e de fevereiro.

“Neste período de confinamento, a Glovo enquanto plataforma que entrega qualquer coisa assumiu uma particular importância como forma de fazer chegar às pessoas os bens essenciais”, refere Ricardo Batista, country manager da Glovo em Portuga, citado em comunicado.

“Isto aplica-se à categoria de restaurantes que, através da nossa app, puderam dar continuidade aos seus negócios e chegar aos seus clientes de uma forma fácil e conveniente. Estamos certos de que o contributo da Glovo é um precioso aliado para que os nossos parceiros de várias dimensões, pudessem continuar a gerar rendimentos, sejam cadeias internacionais ou pequenos estabelecimentos locais”, acrescenta o responsável.

Na restauração, os produtos mais procurados foram os hambúrgueres, especialmente o Big Mac e os cheeseburgers. Logo a seguir surgem a Pizza, o frango e comida japonesa.

Os pedidos de produtos de parafarmácia foram os que registaram maior crescimento. Estes produtos subiram 375% em abril face à média de janeiro e de fevereiro. Este aumento ficou a dever-se à parceria com a Well´s. Os produtos mais requisitados foram compressas TNT, testes de gravidez, álcool sanitário, máscaras descartáveis e álcool gel.

Os pedidos de produtos na categoria “Qualquer Coisa” aumentaram 113% em abril.

A categoria de supermercado foi também bastante dinâmica, ao registar um crescimento das entregas da plataforma de 80%. Este desempenho ficou a dever-se à expansão da parceria com o Continente, que conta com 32 lojas na aplicação. A parceria com o DIA, que abrange todas as cidades cobertas pela plataforma, teve também um contributo significativo para o crescimento das entregas.

Os utilizadores da aplicação deram prevalência aos bens de primeira necessidade, como frutas ou vegetais. A banana e o morango foram os produtos mais solicitados. Ovos, limões, manteiga, laranjas, maçã Gala, baguete, cenouras e farinha de trigo tiveram também forte procura.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *