Destaque Destaque Homepage FMCG Homepage Newsletter

Vendas de bens de grande consumo em Portugal crescem 2% até outubro

Por a 3 de Novembro de 2016 as 12:14
consumod

O mercado de bens de grande consumo em Portugal atingiu este ano até outubro vendas no valor de 6 442 137 mil euros, um crescimento de 2% face ao mesmo período do ano anterior. Os dados são do mais recente relatório Scantrends da consultora Nielsen, que inclui o último período analisado – a quadrisemana de 5 de setembro a 2 de outubro.

No último ano, as vendas de bens de grande consumo no País totalizaram os 8,2 mil milhões de euros, um aumento de 1,4% face a 2014.

Os laticínios são a única categoria em queda este ano (-1% até outubro face ao mesmo período de 2015). Por outro lado, os congelados e as bebidas não alcoólicas apresentam a maior subida homóloga (4% cada).

As marcas da distribuição apresentam este ano uma quota de 33,3%, tendo crescido no passado mês de setembro 1,7%. A categoria de higiene para o lar foi a única em que as marcas próprias perderam vendas (-0,2%) no mesmo mês. Por sua vez, as marcas de fornecedores cresceram 4% face a setembro do ano anterior.

Ainda naquele mês, o total do mercado de bens de grande consumo regista uma variação homóloga de 3,2%, sendo o setor das bebidas o mais dinâmico, com uma subida de 8,4% face ao mesmo mês de 2015.

Nos dados de este ano, até dia 2 de outubro, os supermercados pequenos, categoria na qual se inclui a retalhista Lidl apresentam o maior peso (34,8%) nas vendas de bens de grande consumo, sendo no entanto os formatos de supermercados grandes que evidenciam o maior crescimento (3,6%) face ao período homólogo. Este canal tem um peso de 31,4% nas vendas do mercado de nacional de grande consumo este ano, enquanto os hipermercados detém uma fatia de 26% das vendas. Os formatos tradicionais continuam em queda (-4,2% este ano) registando um peso de 7,8% nas vendas.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *