FMCG Homepage Marcas Newsletter

Nestlé investe 8 milhões em fábrica angolana

Por a 10 de Novembro de 2011 as 12:37

Inserida na estratégia de desenvolvimento do negócio no continente africano, a Nestlé anunciou um investimento de 10 milhões de francos suíços (cerca de 8 milhões de euros) em Angola para a construção da primeira fábrica no país.

A unidade, que ficará localizada na capital angolana, Luanda, será um “centro de acabamento” para packaging de produto como o leite em pó Nido e café Nescafé.

Este investimento da companhia suíça no mercado angolano deverá gerar cerca de 30 novos empregos e deverá estar operacional em Setembro de 2012, fazendo parte de um plano de investimentos a três ano no valor de 150 milhões de francos suíços (cerca de 121 milhões de euros para África Equatorial.

Roger Stettler, vice-presidente para a Ásia, Oceânia e África, referiu que “Angola é particularmente importante para a Nestlé, já que se trata de um mercado emergente com uma economia forte e em crescimento”.

O responsável avançou ainda que “vemos grandes potencialidades no país e gostaríamos de envolver o Governo e angolanos neste projecto de crescimento”.

O “centro de acabamento” de Luanda é a primeira etapa da construção de uma fábrica de dimensões maiores da Nestlé na mesma localização, planeando a companhia produzir os mais diversos produtos em território angolano.

Actualmente, a Nestlé Angola vende marcas como Cerelac, Nido, Nesquik, Nescafé, Maggi eRicoffy, provenientes de unidades de produção de outros países.

 

 

3 comentários

  1. mssoares

    17 de Novembro de 2011 at 11:18

    De facto é uma empresa suiça, peço desculpa pelo lapso. Mas a minha ideia quanto ao investimento seja de que empresa for em Angola mantem-se. Concordo que há muito potencial em Angola, mas o sistema como eles tratam as empresas e empresários é para esqueçer, só burocracias, corrupção entre outras coisas. Mas também é verdade que a Nestlé não é uma empresa qualquer, por isso pode ser que seja diferente.

  2. JCosta

    11 de Novembro de 2011 at 16:31

    Caro MSSoares, julgo que estará equivocado, pois a empresa não é portuguesa, é sim Suiça e talvez por isso mesmo estão a investir onde importa ou seja onde há potencial de crescimento. Contráriamente à nossa realidade, por lá cresce-se e a julgar pelo desequilibrio actual ainda terão margem para crescer mais uns anos. Sorte de quem se pode aventurar em investimentos nesta altura, um verdadeiro luxo suisso.

  3. mssoares

    10 de Novembro de 2011 at 17:24

    Mais uma empresa portuguesa que vai na ilusão de Angola!! Investimento a meu ver muito mau, pois de um momento para o outro são postos fora e lá se vai todo o investimento… Situações que acontecem frequentemente com empresas e empresários portugueses em Angola. Já para não falar na corruptação e outros “fenomenos” que só acontecem em Angola..Por isso muito cuidado….

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *