Destaque Distribuição

Patrão europeu da distribuição atribui crescimento da marca branca ao desinteresse da indústria

Por a 7 de Junho de 2010 as 11:59

O patrão europeu da distribuição (EuroCommerce) veio a terreiro afirmar que o auge da marca branca se deve à falta de interesse da indústria em dar resposta às necessidades actuais dos consumidores.


O secretário-geral da associação que agrupa as grandes cadeias super e hipermercados europeus, o belga Xavier Durieu, assinalou que a subida de produtos de marca branca nos lineares se deve ao “aumento da procura de produtos mais económicos mas de qualidade, pedido que a indústria não atende, pelo que a distribuição tem de suprir essa ausência”.

2 comentários

  1. Pedro Cunha

    23 de Junho de 2010 at 14:17

    Que eu saiba, não é a distribuição que produz mas sim a indústria. Muitas vezes, a grande distribuição apropria-se dos melhores produtos de marca de fabricante e transforma-os em produtos de sua marca, valendo-se da sua força negocial e praticando preços de venda com margens inferiores ao que praticavam no mesmo produto, quando este era vendido com marca do fabricante. Além disso, muitas vezes, os contratos de fornecimento de produtos de marca própria sãp menos pesados do que os de marca de fabricante, o que permite que o pvp final seja de facto inferior.Portanto não concordo com a notícia e penso que o crescimento das marcas brancas ou próprias é mais o resultado de uma política de ” bullying ” económica que a grande distribuição pratica com o beneplácito de todas as autoridades.

  2. Pedro Martim

    8 de Junho de 2010 at 13:22

    Porque é que as cadeias de super e hipermercados não apoiam as 3ªas, 4ªas e 5ªas marcas que estão no mercado que são mais económicas mas de qualidade.
    Se calhar as principais marcas se não tivesse de “investir” como são obrigadas a “investir” nessas cadeias também podiam praticar preços mais económicos.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *