FMCG Homepage Newsletter

Lucro de francesa Bel cai 20% no primeiro semestre

Por a 7 de Agosto de 2017 as 20:01
bel

O grupo Bel, dono de marcas de queijos como Terra Nostra, Limiano, A Vaca que Ri ou mesmo a Bel, atingiu no primeiro semestre vendas globais de 1666 milhões de euros, tendo crescido 14,9% face à primeira metade de 2016. Ainda assim, o lucro operacional caiu quase 20%, totalizando os 85 milhões de euros. No primeiro semestre do ano anterior, a empresa obteve um lucro de 111 milhões de euros.

O crescimento em vendas deve-se à consolidação do grupo de snacks saudáveis Mont-Blanc Materne (MOM), do qual a Bel adquiriu em outubro do ano passado uma participação de 65%, tendo também firmado um acordo de liquidez com o anterior dono da MOM, o grupo LBO France, que lhe garante a posse da totalidade da empresa em 2022. O MOM foi responsável por 14,1 pontos percentuais do crescimento semestral, revela em comunicado a multinacional francesa que detém produção em Portugal.

Assim, as vendas orgânicas cresceram 1,2% no primeiro semestre face ao mesmo período do ano transato. Na Europa, a faturação da empresa de laticínios subiu 19% para os 908 milhões de euros. Nas regiões da América e Ásia-Pacífico, as marcas da Bel registam um crescimento de 43,5% em vendas, em termos homólogos. No Médio Oriente e África, por outro lado, a empresa regista um decréscimo de 9,5% para um total de 386 milhões de euros. O que impactou o lucro da empresa.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *