Edição digital
Deco Proteste
supermercado
Cabaz de bens essenciais atinge o valor mais baixo de 2024

O cabaz de 63 produtos alimentares essenciais monitorizado pela Deco Proteste custa 227,73 euros. Comparando com o início deste ano, o cabaz está 8,31 euros mais barato, mas se for comparado com o período homólogo do ano anterior, há uma subida de preço em 11,23 euros.

Supermercado
Cabaz sobe quase 6 euros na última semana

O cabaz alimentar está novamente mais caro e custa agora 237,80 euros. Subiu 5,86 euros  quando comparado com a última semana. Segundo a DECO PROteste, o azeite virgem extra, há um ano custava 7,40 euros e agora custa 12 euros: trata-se de uma subida de 4,60 euros (mais 62 por cento).

Iogurte líquido, óleo e atum posta em azeite tiveram as maiores subidas com o fim do IVA zero

No espaço de 4 dias, entre o dia 4 e 8 de janeiro, os preços dos 41 produtos essenciais que faziam parte do cabaz alimentar essencial aumentaram acima dos 6% em 14 produtos. Os dados são da Deco Proteste que avança que desde o último dia do IVA zero até esta terça-feira, os preços que mais cresceram foram o iogurte líquido, o óleo alimentar e o atum posta em azeite.

supermercado
Deco reforça que estabilidade dos preços é essencial

No dia em que terminou o período de isenção de IVA que vigorou por aproximadamente oito meses em mais de 40 produtos alimentares essenciais, uma medida, que abrangeu itens como […]

Açúcar e arroz carolino entre os produtos que aumentaram mais de 50% no último ano

O açúcar branco e o arroz carolino foram os produtos que mais aumentaram no último ano: os preços, a 9 de agosto, estavam mais de 50% acima do valor registado no […]

supermercado
Cabaz de alimentos essenciais aumenta 22% desde o início da guerra na Ucrânia

Um cabaz de alimentos essenciais custa esta semana 224,92 euros o que representa um dos valores mais elevados do último ano. Segundo a Deco Proteste, este preço representa uma subida […]

Rótulos das embalagens alimentares: o tamanho importa

O tamanho dos rótulos dos alimentos é um dos principais obstáculos para mais de metade (54%) dos consumidores não os consultar. Conheça mais conclusões de de um inquérito levado a cabo pela Deco Proteste em Portugal, Espanha Itália e Bélgica

Deco aposta em selos próprios para marcas e cadeias

Um consumidor confuso com a quantidade de selos a atestar a qualidade dos produtos que encontra nos lineares levou a Deco Proteste a deixar de proibir a utilização dos resultados dos seus testes técnicos para fins comerciais. Além das marcas, mais recentemente também as cadeias de distribuição podem exibir a certificação da associação

Lidl Portugal torna-se primeira marca a utilizar selos de qualidade da Deco

A Lidl Portugal firmou um acordo de licenciamento com a Deco Proteste para utilizar selos de qualidade da associação de defesa do consumidor. A cadeia passa assim a ser a “primeira entidade” a adquirir a licença para aplicar os selos nos produtos das suas marcas próprias

Preços do Jumbo são em média 11% mais baratos

Na morada certa, os consumidores podem poupar €350 por ano, segundo um estudo da Deco Proteste

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 Hipersuper. Todos os direitos reservados.