Edição digital
PUB
Logística

DB Schenker prevê aumento de até 50% do volume de vendas durante a Black Friday

A DB Schenker prevê aumentos de 40-50% no volume de encomendas de e-commerce geridas pela empresa em momentos-chave do comércio, como o Single’s day e a Black Friday.

Hipersuper
Logística

DB Schenker prevê aumento de até 50% do volume de vendas durante a Black Friday

A DB Schenker prevê aumentos de 40-50% no volume de encomendas de e-commerce geridas pela empresa em momentos-chave do comércio, como o Single’s day e a Black Friday.

Hipersuper
Sobre o autor
Hipersuper
Artigos relacionados
Continente Co-Lab já testou cerca de 1.300 produtos com clientes
Retalho
Delta Cafés apresenta nova imagem da gama solúveis
Bebidas
Já arrancou mais uma edição da Academia do Centro de Frutologia Compal
Alimentar
Já arrancou mais uma edição da Academia do Centro de Frutologia Compal
McDonald’s do CascaiShopping tem uma nova imagem
Alimentar
Quinta do Portal lança quatro propostas da colheita 2023
Bebidas
Óbidos vai receber o Interpera nos próximos dias 26 e 27
Alimentar
Mastercard quer alcançar 100% de tokenização do comércio eletrónico na Europa até 2030
I&D
E-goi lança material educativo gratuito para fomentar estratégia de dados em empresas
BRANDED
Adega Cooperativa de Monção com recorde de vendas em 2023
Bebidas
Adega de Monção
Santos e Vale inaugura novas instalações na Maia
Logística

A Black Friday está a chegar e a DB Schenker antecipa as expectativas e os desafios do crescente mercado de e-commerce para atender à distribuição das vendas dos seus clientes a nível global. A empresa espera aumentos de 40-50% nos envios comparativamente aos outros meses do ano, e está a responder ao “desafio através da implementação de tecnologias inovadoras, tais como a automatização de armazéns, enquanto promove práticas de economia circular junto dos seus clientes, alinhadas com o seu compromisso com o ambiente”.

Para gerir  este aumento de 40-50% nas vendas, a DB Schenker investiu na automatização dos seus armazéns. A empresa avança em comunicado que  implementou sistemas avançados que permitem um tratamento eficiente e rápido das encomendas que não só simplificam o processamento de grandes volumes de produtos, como também asseguram a entrega atempada durante períodos de grande procura, como a Black Friday.

PUB

“À medida que nos tornamos uma organização baseada em produtos, a inovação constante é imperativa, o que se traduz, por exemplo, em armazéns de ecommerce altamente automatizados com robots, mas também em soluções de cadeia de abastecimento digitais e baseadas em dados para responder às exigências dos nossos clientes e às tendências do mercado.” explica Andre Lehnen, global business development manager de ecommerce de DB Schenker.

Para além da capacidade da empresa para gerir o pico de procura gerado pela Black Friday e pelo Single’s Day, a DB Schenker também integra soluções de economia circular que facilitam as devoluções de produtos e incentivam a renovação e a revenda entre os seus clientes.

“Dado o aumento dos custos e os constrangimentos de produção que estamos a viver atualmente, é ainda mais importante encontrar formas de reutilizar produtos. Atualmente, verificamos que os clientes estão cada vez mais dispostos a comprar produtos em segunda mão”, comenta Andre Lehnen.

Artigos relacionados
Continente Co-Lab já testou cerca de 1.300 produtos com clientes
Retalho
Delta Cafés apresenta nova imagem da gama solúveis
Bebidas
Já arrancou mais uma edição da Academia do Centro de Frutologia Compal
Já arrancou mais uma edição da Academia do Centro de Frutologia Compal
Alimentar
McDonald’s do CascaiShopping tem uma nova imagem
Alimentar
Quinta do Portal lança quatro propostas da colheita 2023
Bebidas
Óbidos vai receber o Interpera nos próximos dias 26 e 27
Alimentar
Mastercard quer alcançar 100% de tokenização do comércio eletrónico na Europa até 2030
I&D
E-goi lança material educativo gratuito para fomentar estratégia de dados em empresas
BRANDED
Adega de Monção
Adega Cooperativa de Monção com recorde de vendas em 2023
Bebidas
Santos e Vale inaugura novas instalações na Maia
Logística
PUB
Retalho

Continente Co-Lab já testou cerca de 1.300 produtos com clientes

Um ano após a sua inauguração, o ‘Continente Co-Lab: Laboratório de Inovação com o Cliente’ conta com cerca de 10 mil provadores inscritos na plataforma e já recebeu mais de mil clientes no espaço.

Hipersuper

Um ano após a sua inauguração, o ‘Continente Co-Lab: Laboratório de Inovação com o Cliente’ conta com cerca de 10 mil provadores inscritos na plataforma e já recebeu mais de mil clientes no espaço.

Criado para a pesquisa e desenvolvimento dos produtos de marca própria, através da realização de provas, formações com especialistas e estudos de mercado, até ao momento, no Continente Co-Lab já foram testados cerca de 1.300 produtos com clientes, em mais de 2.000 provas.

O espaço também acolheu mais de 150 sessões de estudos de mercado e reflete o investimento do Continente nas marcas próprias, “que têm registado uma grande procura e evolução, contando com um crescimento superior a 75% nos últimos quatro anos”, informa a empresa num comunicado, acrescentando que a marca própria Continente “representou mais de 1.200 milhões de euros na área alimentar, com um crescimento superior a 20% no último ano, ou seja, mais 190 milhões de euros”.

“O primeiro ano do Continente Co-Lab foi um ano em pleno e repleto de desafios, onde, em conjunto com os nossos clientes descobrimos, aprendemos, e evoluímos a nossa proposta de valor para responder às suas necessidades e desejos. Tem sido um orgulho ver o entusiamo e a adesão dos clientes em participarem ativamente nesta jornada de evolução da marca Continente”, afirma Tânia Lucas, diretora comercial de Marca Própria do Continente.

Os interessados em integrar esta base de dados de provadores, podem inscrever-se em https://feed.continente.pt/co-lab, submetendo os dados solicitados pelo formulário.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Bebidas

Delta Cafés apresenta nova imagem da gama solúveis

A Delta Cafés acaba de lançar uma nova campanha multimeios que pretende reforçar a ligação da marca com um público mais jovem e “pôr todos a mexer” com gama solúveis. […]

Hipersuper

A Delta Cafés acaba de lançar uma nova campanha multimeios que pretende reforçar a ligação da marca com um público mais jovem e “pôr todos a mexer” com gama solúveis.

O restyling das embalagens vai impactar as diferentes propostas da gama de solúveis da Delta Cafés que vão desde cafés puros, “Classic”, “Intenso”, “Creme”, “Decaf” e “Gold”; cereais com café, “Chicória e Café”, “Cereais e Café”, “Cereais, Chicória e Café”; e cereais sem café, “Cereais e Fibra”, “Cevada, Chicória e Centeio” e “Cevada”, e encontra-se disponível nos pontos de venda habituais.

“A nova imagem reforça a nossa capacidade de evolução e adaptação a novas tendências e a nossa convicção e vontade em continuar a fazer parte do dia a dia dos portugueses e, em particular com esta campanha, pôr todos a mexer com os solúveis Delta.”, sublinha Mónica Oliveira, diretora de marketing e comunicação de Cafés do Grupo Nabeiro.

A campanha foi criada pela agência BBDO Portugal e estará presente, com estratégia de meios da Initiative Media, em digital (Youtube, TikTok, Instagram, Facebook), rádio, spotify e em OOH.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Já arrancou mais uma edição da Academia do Centro de Frutologia Compal

Já arrancou mais uma edição da Academia do Centro de Frutologia Compal

Alimentar

Já arrancou mais uma edição da Academia do Centro de Frutologia Compal

A formação da Academia 2024 do Centro de Frutologia Compal já está no terreno e este ano o programa conta com mais de 75 horas de formação com novos módulos.

Hipersuper

A formação da Academia 2024 do Centro de Frutologia Compal já está no terreno e este ano o programa conta com mais de 75 horas de formação com novos módulos.

Fruticultura, gestão agrícola, associativismo, instrumentos de financiamento, modelos de gestão e eficiência energética, novos modelos de negócio, cadeia térmica e logística estão entre os módulos administrados. A estes juntam-se ainda os módulos de Práticas Agrícolas Sustentáveis, agricultura Regenerativa e de Conservação, para além dos novos módulos de Marketing Digital e Introdução à Inteligência Artificial.
Estes novos módulos introduzidos estendem-se também à participação dos empreendedores das edições anteriores da Academia, de modo a complementarem a sua formação.

O programa de 2024 que irá decorrer até final de julho, irá percorrer o país de norte a sul, com mais de 50 horas de formação prática no terreno, para dar a conhecer as melhores práticas agrícolas. Estas formações práticas incluem visitas a explorações agrícolas modelo de organizações do sector, tais como Frutus, Campotec, Quinta D’Alens, Cacial, Madrefuta, Herdade do Freixo do Meio, Vale da Rosa, Associação Fruticultores de Armamar, Cooperativa Agrícola de Távora e Cooperativa Agrícola de Távora-Varosa, bem como visitas a centrais fruteiras, sessões no terreno em explorações de antigos formandos e visita à fábrica Sumol Compal de Almeirim.

O programa promove o networking, pois possibilita o contacto próximo e partilha de conhecimento entre os participantes e entidades (organizações e empresas) no setor agrícola nacional, entre eles AJAP, CONFAGRI, Instituto Superior de Agronomia, Universidade de Trás-os-Montes, INIAV, Wisecrop, NBI e APOSOLO. Este ambiente colaborativo visa fomentar parcerias e o trabalho em conjunto.

No final da formação, os 12 empreendedores frutícolas participantes terão a oportunidade de submeter os seus projetos de negócio à avaliação do júri. Os três melhores projetos receberão três bolsas de empreendedorismo no valor de 20.000€ cada.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Alimentar

McDonald’s do CascaiShopping tem uma nova imagem

Coincidindo com o 33º aniversário do CascaiShopping, o restaurante McDonald’s atualizou a sua imagem naquele centro comercial, apostando em melhorias a nível operacional e de infraestruturas.

Hipersuper

O restaurante McDonald’s do CascaiShopping, o primeiro aberto pela marca em Portugal, apesenta-se agora remodelado.

Coincidindo com a celebração do 33º aniversário do CascaiShopping, o restaurante McDonald’s atualizou a sua imagem naquele centro comercial, apostando em melhorias a nível operacional e de infraestruturas.

A sala de clientes, que conta com 115 lugares, recebeu uma nova decoração, denominada ‘Luna’, que se estende ao McCafé. Ainda naquele espaço, foi implementado o balcão modelar, que cumpre os mais recentes standards da marca.

O restaurante apresenta, agora, um kids corner com mesas rotativas para que possam ser adaptadas para festas de aniversário. E com o ambiente no horizonte foram adicionados novos corners de reciclagem.

“Também a sala de pausa para as pessoas internas tem uma imagem ajustada, e a operação passa a ter zonas de lavagens ampliadas, em cumprimento dos limpos/sujos e adaptação dos reutilizáveis”, informa a marca.

Em termos de produtos, o McDonald’s CascaiShopping está a promover a nova campanha nacional que inclui o CBO Spicy Bacon, Shaker Fries e o McFlurry Milka.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Bebidas

Quinta do Portal lança quatro propostas da colheita 2023

Dois monovarietais – um Sauvignon Blanc e um Moscatel Galego – um rosé e um colheita branco são as mais recentes propostas da Quinta do Portal.

Hipersuper

Dois monovarietais – um Sauvignon Blanc e um Moscatel Galego – um rosé e um colheita branco são as mais recentes propostas da Quinta do Portal.

Os quatro vinhos da colheita de 2023 chegam ap mercado a tempo do verão e são apresentados pelo produtor como “de perfil fresco, aromático e descomplicado, com potencial gastronómico, mas também especialmente indicados para uma receção, um aperitivo ou para consumir em convívio”.

O Sauvignon Blanc, de uma casta frutada e floral que tem cada vez mais adeptos, “é uma interpretação muito própria da equipa de enologia da Quinta do Portal, que conferiu ao vinho um caráter equilibrado entre frescura e acidez”.

O Moscatel Galego “revela grande exuberância floral e frutada, com aromas frescos e cítricos”, sendo um vinho “de grande potencial gastronómico, que acompanha na perfeição, por exemplo, pratos de comida japonesa, mariscos ou saladas”, indica o produtor duriense.

O Rosé, vinho que tem vindo a ganhar espaço nas escolhas dos consumidores, apresenta uma cor levemente rosada, com “aromas frescos e cativantes, predominando os frutos silvestres, romã, bem como um leve floral”. “Possui muito boa acidez em boca, num conjunto muito equilibrado e sedutor. Termina com ligeiro e elegante amargo”, apresenta a Quinta do Portal.

O Colheita Branco é um blend das castas Viosinho, Gouveio e Malvasia Fina, com predominância da primeira. “Este vinho foi cuidadosamente elaborado e permaneceu durante o longo estágio em contacto com as borras finas, de modo a garantir uma maior complexidade e riqueza. De cor citrina e brilhante, apresenta aroma elegante e requintado de alperce e toranja, com uma envolvente sensação mineral. Muito equilibrado na boca, com boa textura e acidez a darem uma frescura ímpar ao final de boca”, classifica o produtor.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Alimentar

Óbidos vai receber o Interpera nos próximos dias 26 e 27

Óbidos será palco do Interpera que acontece nos próximos dias 26 e 27 de junho. Organizado pela internacional AREFLH (Assembleia das Regiões Europeias Produtoras de Frutas, Legumes e Hortaliças) e […]

Hipersuper
tagspera

Óbidos será palco do Interpera que acontece nos próximos dias 26 e 27 de junho. Organizado pela internacional AREFLH (Assembleia das Regiões Europeias Produtoras de Frutas, Legumes e Hortaliças) e pela nacional ANP (Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha), o evento vai reunir os principais intervenientes do setor a nível mundial para discutir desafios e oportunidades cruciais para a produção desta fruta que é uma das campeãs de exportações em Portugal.

Aberto ao público com o intuito de incentivar à participação de estudantes, agricultores e outros potenciais interessados na temática, além dos debates e palestras, o evento proporciona uma plataforma única para networking e troca de conhecimentos entre alguns dos maiores produtores, investigadores, e stakeholders a nível mundial.

Portugal destaca-se como um dos principais produtores de pera na Europa, especialmente a variedade Pera Rocha, que é um símbolo da região do Oeste.  A importância económica do setor é ainda mais evidente quando consideramos que, nos últimos 12 anos, a produção média foi de 174.286 toneladas anuais, das quais 60% são destinadas à exportação. O potencial produtivo ronda as 200.000 toneladas. As exportações têm gerado receitas anuais na ordem dos 85 milhões de euros, refletindo a crescente procura internacional pela Pera Rocha.

“Ao acolher este congresso, Portugal reafirma seu papel central na produção de Pera Rocha e a sua determinação em enfrentar os desafios do setor com inovação e sustentabilidade”, sublinha Filipe Ribeiro, presidente da ANP, em comunicado. “Urge debater medidas de apoio ao setor e a sua adequabilidade aos desafios de sustentabilidade que têm vindo a aumentar de ano para ano, sendo que o Interpera é o evento ideal para promover o debate e a troca de experiências, podendo compartilhar expertise com os líderes mundiais do setor e dar a conhecer a nossa história e património”, acrescenta.

 

 

 

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

I&D

Mastercard quer alcançar 100% de tokenização do comércio eletrónico na Europa até 2030

A Mastercard anunciou o objetivo de atingir 100% de tokenização do comércio eletrónico na Europa até 2030 e o compromisso de eliminar gradualmente a introdução manual de cartões e tornar […]

Hipersuper

A Mastercard anunciou o objetivo de atingir 100% de tokenização do comércio eletrónico na Europa até 2030 e o compromisso de eliminar gradualmente a introdução manual de cartões e tornar o comércio eletrónico mais seguro e acessível para todos.

Segundo a Mastercard, o serviço de tokenização, introduzido em 2014,  garante hoje 25% de todas as transações de comércio eletrónico em todo o mundo, e a sua adoção acelera 50 % a cada ano. À medida que os pagamentos se tornam mais complexos, a Mastercard garante que está a aproveitar a tokenização, o check-out simplificado e as chaves de acesso de pagamento para criar uma experiência consistente em vários dispositivos, sistemas de navegação e sistemas operativos.

Em 2013, Mastercard desenvolveu o padrão de tokenização, que, mais tarde, foi adotado como padrão da indústria pela EMVCo, o consórcio que gere padrões de pagamento a nível global. No ano seguinte, a empresa apresentou o serviço de tokenização, o Mastercard Digital Enablement Service, como parte do lançamento do Apple Pay.

A Mastercard quer manter-se na vanguarda da inovação dos pagamentos, conforme aconteceu com o contactless. Para eliminar a necessidade de registar manualmente os dados do cartão, a Mastercard está a facilitar a integração do Click to Pay, a sua ferramenta de pagamento online para as lojas online, e a permitir que os bancos ajudem os utilizadores a registar os seus cartões. “A fusão da tokenização com o Click to Pay e senhas de pagamento – que aproveitam a autenticação biométrica baseada em dispositivos móveis online para eliminar senhas e códigos de utilização única – beneficia todo o ecossistema financeiro: os utilizadores vão poder usufruir de pagamentos mais rápidos e seguros; os comerciantes vão sentir um aumento nas vendas, maior proteção contra fraudes e maiores taxas de aprovação; e os emissores vão reforçar a segurança do cliente e uma maior utilização dos cartões” pode ler-se em comunicado.

Apesar das rigorosas soluções de segurança implementadas pela indústria de pagamentos, o comércio online continua a enfrentar vulnerabilidades. De acordo com a Juniper Research, espera-se que as perdas por fraude em pagamentos online ultrapassem os 90 mil milhões de euros em 2028. Graças ao sistema contactless, conseguiu-se que as compras em as lojas físicas sejam mais fluidas e seguras, ao substituir o número do cartão por outro gerado aleatoriamente para evitar que informações reais sejam transmitidas em cada transação.

“À medida que as experiências físicas e digitais continuam a convergir, estamos a expandir os limites do que é possível”, comentou Jorn Lambert, chief product officer de Mastercard. “Estamos focados em reunir o que há de melhor nos serviços digitais para oferecer mais valor, acesso e segurança aos nossos clientes e ao consumidor final. E vamos continuar a aproveitar o potencial destas tecnologias para oferecer maior segurança, melhores experiências, e, em geral, novas formas de pagamento.” acrescenta

“Na Europa, vimos a tokenização ganhar um impulso em todo o ecossistema, porque a conveniência e as baixas das taxas de fraude são um argumento muito forte”,diz Valerie Nowak, vice-presidente executiva de produto e inovação da Mastercard Europa, que concluiu ao dizer que “estamos confiantes de que alcançar esta visão até 2030 será benéfico para os clientes finais, os retalhistas e os emissores de cartões.”.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

BRANDED

E-goi lança material educativo gratuito para fomentar estratégia de dados em empresas

O conteúdo, disponível no site da plataforma, é um guia que auxilia as empresas a adotarem estratégias eficientes.

BrandSHARE

Com a crescente quantidade de dados partilhados, adotar uma estratégia eficiente é essencial para obter vantagens competitivas e impulsionar o crescimento dos negócios. Neste seguimento, a E-goi – plataforma de marketing omnicanal, lançou um material educativo exclusivo, disponível online e de forma gratuita, o checklist + template Data Strategy for Growth.

Desenvolvido por especialistas, o guia pretende auxiliar empresas na implementação de estratégias de dados eficazes e possui dois componentes principais:

Checklist Data Strategy: uma lista que indica e clarifica as etapas necessárias para a adoção de uma estratégia de dados eficiente.

Template Plano e Estratégia de Gestão de Dados: um modelo para guiar as políticas e manutenção de dados, garantindo práticas sustentáveis e seguras.

A iniciativa da E-goi está alinhada com um estudo da McKinsey & Company, que indica que a adoção de uma estratégia de dados eficiente pode aumentar a receita dos negócios em até 60%. Assim, o material desenvolvido visa promover o crescimento sustentável e competitivo para empresas de diversos setores.

Para William Thomsen, especialista em parcerias estratégicas da E-goi, “o material é essencial, pois ajuda a transformar dados em informações acionáveis e impulsionar estratégias eficazes”, destaca.

Para ter acesso ao material, faça aqui download gratuito: Data Strategy for Growth.

Sobre a E-goi

A E-goi é uma plataforma de automação de marketing omnicanal projetada para ajudar empresas a aumentarem as suas vendas enquanto economizam tempo. Com mais de 20 funcionalidades avançadas, a E-goi permite que conquiste novos clientes, fidelize a sua base existente e impulsione as vendas do seu e-commerce em até 34%, tudo isto através de uma única plataforma integrada.

Sobre o autorBrandSHARE

BrandSHARE

Adega de Monção

Adega de Monção

Bebidas

Adega Cooperativa de Monção com recorde de vendas em 2023

Entidade registou um valor de faturação próximo de 18 milhões de euros, o mais alto de sempre. No total, no último ano, a Adega de Monção registou um volume de faturação de 17.788.585,88 euros, com os vinhos da região a crescerem, particularmente, nos Estados Unidos da América (57%), Inglaterra (38%), França (86%), Austrália (98%) e Países Baixos (3%).

Hipersuper

O território de Monção e Melgaço continua a crescer economicamente, muito sob influência da Adega Cooperativa de Monção, que, em 2023, registou um valor total de faturação próximo de 18 milhões de euros.

Este foi o ano em que a entidade, com mais de 65 anos de história, conseguiu atingir também um recorde no número de vendas, sobretudo no mercado internacional, onde se verifica um crescimento de 22% face ao período homólogo, com os Estados Unidos da América e a Inglaterra a liderarem.

Segundo a Adega de Monção, a ligeira queda registada no mercado nacional foi colmatada pela positiva expansão internacional.

“O contexto internacional que vivemos causa-nos muita apreensão e exige-nos uma gestão ainda mais regrada e ponderada, mas continuamos convictos na força da marca e na qualidade dos vinhos que produzimos. Os números mostram-nos isso mesmo. É com orgulho e responsabilidade redobradas que encaramos estes resultados”, adianta o presidente da Adega, Armando Fontainhas.

No total, no último ano, a Adega de Monção registou um volume de faturação de 17.788.585,88 euros, com os vinhos da região a crescerem, particularmente, nos Estados Unidos da América (57%), Inglaterra (38%), França (86%), Austrália (98%) e Países Baixos (3%). Simultaneamente, entraram, também, nos mercados de Israel, Áustria e Islândia.
Os resultados alcançados permitiram distribuir mais de dois milhões de euros aos seus cooperantes, que se refletiram em 0.25€/kg de uva entregue, refere a Adega em comunicado.

Prémios atribuídos em 2024
– Deu La Deu Histórico 2017, Best of the Year 2023 – Revista Grandes Escolhas 2020
– Alvarinho Deu La Deu 2023, Bacchus de Oro 91 points – Concurso Internacional de Vinos BACCHUS
– Deu La Deu Reserva 2022, Bacchus de Prata 88 points – Concurso Internacional de Vinos BACCHUS
– Deu La Deu Reserva 2022, 90 points Silver medal – International Wine Challenge
– Alvarinho Deu La Deu 2023, 91 points Silver medal – International Wine Challenge
– Muralhas de Monção Branco 2023, 90 points Silver medal – International Wine Challenge
– Deu La Deu Premium 2020, A Escolha do Mercado 2024 – Concurso de Vinhos “A Escolha do Mercado”

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

DCIM100MEDIADJI_0764.JPG

Logística

Santos e Vale inaugura novas instalações na Maia

A Santos e Vale anuncia a abertura oficial das suas novas instalações na Maia, que apresenta como “um investimento significativo” na zona norte, abrangendo uma área de 18.000m², com uma área de armazém de 8.000m².

Hipersuper

A Santos e Vale anuncia a abertura oficial das suas novas instalações na Maia, que apresenta como “um investimento significativo” na zona norte, abrangendo uma área de 18.000m², com uma área de armazém de 8.000m².

A empresa refere que esta inauguração faz parte da sua política de expansão e vem substituir as instalações anteriores por uma estrutura maior e mais moderna que vai permitir ampliar o seu portfólio de serviços na zona norte do país, com a inclusão de vários serviços de logística, como armazenagem, e-commerce e logística de marketing.

“A abertura destas novas instalações na Maia faz parte da nossa estratégia de expansão e crescimento. Esta nova infraestrutura aumenta significativamente a nossa capacidade operacional e permite-nos disponibilizar o serviço de logística também na zona norte do país.”, referiu Joaquim Vale, administrador do Grupo Santos e Vale.

Para garantir a sustentabilidade e a responsabilidade ambiental nas operações, a empresa aposta em processos e meios tecnológicos “ecologicamente mais eficientes” que para “minimizar o impacto ambiental das atividades logísticas, contribuindo para um futuro mais sustentável”, destaca o grupo num comunicado.

De referir que a Santos e Vale tem 24 plataformas de distribuição e logística em território nacional.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 Hipersuper. Todos os direitos reservados.