Destaque Homepage Newsletter Sustentabilidade

Nova campanha da APED quer mostrar que reciclar eletrodomésticos “é tão fácil como ir às compras”

Por a 25 de Setembro de 2023 as 15:39

Mostrar que reciclar eletrodomésticos “é tão fácil como ir às compras” é um dos principais objetivos da mais recente campanha da APED, que pretende contribuir para que Portugal cumpra as metas nacionais e europeias nesta área.

campanha de sensibilização para a recolha de resíduos elétricos e eletrónicos APEDApoiada pelas entidades gestoras ERP Portugal, Electrão e E-Cycle, a campanha visa ainda sensibilizar a população sobre o destino final dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos (REEE). Estes equipamentos que já não funcionam ou estão obsoletos, incluindo todos os componentes, subconjuntos e materiais consumíveis que os compõem quando são descartados, são considerados resíduos.

Dados da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) relativos a 2021 indicam que foram recolhidas cerca de 53.693 toneladas de REEE, o que representa 30% da meta de 65% definida pela União Europeia. “Para cumprir este valor Portugal teria de recolher 116.334 toneladas. Este não é um problema apenas nacional pois para o mesmo ano, apenas a Bulgária, a Croácia e a Finlândia alcançaram a meta de 65%. Contudo, Portugal encontra-se entre os países com menor índice de recolha”, alerta a APED em comunicado.

A valorização dos REEE que são recolhidos no país é superior a 90%, o que mostra a eficiência do tratamento desses equipamentos, mas a dificuldade prende-se na quantidade ainda reduzida dos que são recolhidos comparativamente ao que são colocados no mercado. “Por isso mesmo um outro objetivo da campanha passa por ajudar a mudar os hábitos dos consumidores relativamente à entrega de REEE nos locais adequados para o efeito”, destaca a APED.

Na linha da frente das melhores práticas de sustentabilidade estão os setores do retalho e da distribuição. “Em 2022, os associados da APED encaminharam para valorização cerca de 9.500 toneladas de REEE, representando cerca de 30% do total de equipamentos recolhidos e tratados pelas entidades gestoras”, revela Cristina Câmara, diretora de Sustentabilidade da APED. Mas a responsável alerta que há ainda “um longo caminho a percorrer” e que os objetivos nacionais só serão alcançados se for demonstrado “como é fácil entregar os equipamentos elétricos e eletrónicos nos locais adequados”.

Nesse sentido, a nova campanha da APED pretende mobilizar a população para a entrega de equipamentos elétricos e eletrónicos sem uso, nos locais certos para que seja garantida a sua reciclagem, “apoiando assim a economia circular”.

No universo de associados da APED há cerca de 1.700 locais disponibilizados para recolha destes equipamentos, para além da recolha gratuita dos equipamentos usados aquando da entrega de novos ao domicílio, e que são um complemento a outros pontos das entidades gestoras. As empresas associadas da APED representaram, em 2022, cerca de 30% do total de REEE recolhidos e tratados pelas entidades gestoras, revela ainda a entidade.

Com o apoio institucional da Agência Portuguesa do Ambiente e da Direção-Geral das Atividades Económicas, a campanha estará no ar durante três semanas em rádio e televisão, nas plataformas de comunicação da APED e dos seus associados e alguns pontos de venda.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *