Edição digital
PUB
Distribuição

Leia a edição de verão (404) do Hipersuper

José Luís Teixeira, diretor de Logística e Supply Chain do Pingo Doce, está em destaque na edição de verão do Hipersuper. O responsável fala sobre o reconhecimento internacional da gestão ambiental dos centros de distribuição da rede de supermercados do grupo Jerónimo Martins, a aposta no Mercadão e os desafios do abastecimento alimentar, entre outros temas. Mas há muito mais para ler. Fique a par

Hipersuper
Distribuição

Leia a edição de verão (404) do Hipersuper

José Luís Teixeira, diretor de Logística e Supply Chain do Pingo Doce, está em destaque na edição de verão do Hipersuper. O responsável fala sobre o reconhecimento internacional da gestão ambiental dos centros de distribuição da rede de supermercados do grupo Jerónimo Martins, a aposta no Mercadão e os desafios do abastecimento alimentar, entre outros temas. Mas há muito mais para ler. Fique a par

Hipersuper
Sobre o autor
Hipersuper
Artigos relacionados
Mercadona inaugura a sua maior instalação fotovoltaica e atinge os 100 MW de energia renovável em toda a cadeia
Retalho
Michael Page assina Carta Portuguesa para a Diversidade
ESG
assinatura de carta por Álvaro Fernández, diretor-geral da Michael Page
Casa de Santar recebe o verão com novo rosé
Bebidas
Festival Entre Quintas leva música à Lezíria
Bebidas
Central de Cervejas e Bebidas celebra 90 anos
Bebidas
InPost lança lockers autónomos com painéis fotovoltaicos
Export
DPD investe no alargamento da sua frota 100% elétrica
Logística
Pernod Ricard Portugal lança três novas referências ready to drink
Bebidas
Ervideira e Artisani juntam-se para lançar o gelado Invisível
Alimentar
“Matinal tem na sua génese a excelência e a inovação com propósito”
Bebidas

José Luís Teixeira, diretor de Logística e Supply Chain do Pingo Doce, está em destaque na edição de verão (julho – agosto) do Jornal Hipersuper. O responsável fala sobre o reconhecimento internacional da gestão ambiental dos centros de distribuição da rede de supermercados do grupo Jerónimo Martins, as dificuldades do cargo, a aposta no Mercadão e os desafios do abastecimento alimentar no atual contexto económico mundial, entre outros temas.

Em tempo quente, falamos sobre uma categoria em ascensão no grande consumo: as bebidas prontas a beber.  As empresas de vinhos e bebidas espirituosas estão a reforçar a aposta no lançamento das suas principais marcas em formato de lata. Convenientes, prontas a beber e com menor teor alcoólico, as bebidas em lata dão resposta às tendências de consumo nos mercados português e internacional. Falamos ainda da aposta das marcas de gin para este verão: uma das bebidas de excelência da época estival.

Nesta edição de verão, exploramos ainda os projetos financiados pelo Plano de Recuperação e Resiliência que prometem agitar o setor do grande consumo, liderados pela Sonae, Grand Cruz Porto, Vangest e Logoplaste, e damos a conhecer a história de duas empresas portuguesas que procuram desbravar o mercado de algas marinhas em Portugal e lá fora, tirando partido do potencial de crescimento previsto para os próximos anos. Exploramos ainda o impacto da inflação descontrolada na forma como consumimos no supermercado e o contributo do setor logístico para a dinâmica do investimento imobiliário em Portugal.

A cibersegurança, as previsões para a atual campanha de vinho, as estimativas para as vendas a retalho neste natal e as dinâmicas no consumo de combustível em Portugal, são também temas tratados nesta edição.

Nos habituais especiais temáticos, fazemos a radiografia aos mercados de molhos e condimentos, enlatados e petfood.

Boas leituras!

Artigos relacionados
Mercadona inaugura a sua maior instalação fotovoltaica e atinge os 100 MW de energia renovável em toda a cadeia
Retalho
assinatura de carta por Álvaro Fernández, diretor-geral da Michael Page
Michael Page assina Carta Portuguesa para a Diversidade
ESG
Casa de Santar recebe o verão com novo rosé
Bebidas
Festival Entre Quintas leva música à Lezíria
Bebidas
Central de Cervejas e Bebidas celebra 90 anos
Bebidas
InPost lança lockers autónomos com painéis fotovoltaicos
Export
DPD investe no alargamento da sua frota 100% elétrica
Logística
Pernod Ricard Portugal lança três novas referências ready to drink
Bebidas
Ervideira e Artisani juntam-se para lançar o gelado Invisível
Alimentar
“Matinal tem na sua génese a excelência e a inovação com propósito”
Bebidas
PUB
423

423

Distribuição

Leia edição 423

“O futuro de qualquer marca passa sempre pela inovação”. Quem o diz é Pedro Pimentel, diretor-geral do Centromarca, que não tem dúvidas: “se nós queremos crescer enquanto economia, se queremos que a nossa economia seja uma economia de valor, temos que apostar mais nas marcas portuguesas, criar marcas em Portugal, fazer de Portugal a base para o lançamento de marcas para mercados internacionais”.

Hipersuper

423

“O futuro de qualquer marca passa sempre pela inovação”. Quem o diz é Pedro Pimentel, diretor-geral do Centromarca, que não tem dúvidas: “se nós queremos crescer enquanto economia, se queremos que a nossa economia seja uma economia de valor, temos que apostar mais nas marcas portuguesas, criar marcas em Portugal, fazer de Portugal a base para o lançamento de marcas para mercados internacionais”.

Uma entrevista a ler nesta edição de maio (423) que tem também em destaque a entrevista com José Duarte, presidente da Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos (CAMB) que está a celebrar 70 anos. “O grande objetivo da nossa cooperativa sempre foi – e para isso é que a cooperativa foi formada – comercializar da melhor forma a produção dos seus associados, valorizar essa produção e, com isso, garantir uma sustentabilidade económica, mas também social, para os produtores”, sublinha José Duarte, nesta entrevista.

Também neste jornal, João Vargas, secretário-geral da Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE), defende que não podemos olhar para as políticas de combate ao alcoolismo ou consumo excessivo apenas pelo lado dos preços ou da eliminação de publicidade ao álcool e que a aposta deve passar pela prevenção. “É errado e inútil combater o consumo excessivo ou o alcoolismo apenas pelo aumento dos preços” diz em entrevista.

Exportação
A quinzena de produtos portugueses no Carrefour Villiers en Bière, em França, foi um sucesso. O Hipersuper falou com Eduardo Henriques, delegado da AICEP, que sublinhou a importância do setor alimentar e bebidas em França: exportamos mais de 500 milhões de euros anualmente.

Inovação
Chegou ao mercado a mais recente inovação da Matinal a pensar no bem-estar digestivo e imunitário. Matinal Livre apresenta-se como pioneiro pela adição de fermentado de bifidobactérias tindadalizadas, com recurso a uma tecnologia que preserva as suas propriedades benéficas em produto ambiente, prescindindo de refrigeração. O mote perfeito para uma conversa com Ana Dulce Ribeiro, gestora do projeto Matinal Livre.

Produção
A makro Portugal assume a aposta na produção nacional e na oferta de produtos locais. Uma parceria que passa pelo trabalho “com um vasto leque de fornecedores portugueses” e pelo desenvolvimento “de projetos com produtores nacionais”, como explica David Albert, offer management officer da makro Portugal, em entrevista ao nosso jornal.
A ANIPLA mudou e apresenta-se agora como CropLife Portugal, Associação da Indústria da Ciência para a Proteção das Plantas. Mas a alteração não se cinge à denominação. Fomos saber mais…

Ponto de venda
A Cepsa introduziu em Portugal a cadeia de cafetarias R’spiro, a sua mais recente linha de negócio no segmento da restauração. A primeira loja foi aberta no início de março, e “até ao final do ano estão previstas mais aberturas em todo o país”.  Joana Delicado, responsável de desenvolvimento e suporte de franquia da Cepsa, revela ainda em entrevista que a empresa ambiciona implementar a marca também fora dos postos de abastecimento.
Também damos a conhecer algumas das aberturas de loja e renovações que aconteceram este mês.

Especiais
Os especiais sobre snacks, pet food, produtos plant based e cortiça mostram como a inovação e a excelência andam de “mãos dadas” em Portugal. Também estivemos na Tecnipão e na Empack e Logistics & Automation.

Opinião
Estes são alguns dos destaques da edição 423 do Hipersuper onde pode ler também os artigos de opinião de Ricardo Galante da SAS, Sara Monte e Freitas, Nuno Ferro da Experis, David Lacasa da Lantern, João Santos da WYgroup e Vitor Ribeiro Gomes da Pendular
E a sempre relevante análise da Kantar, este mês, com o título “Fabricantes e retalhistas: parceiros ou rivais?”.

 

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Distribuição

Leia a edição 422

Jorge Tomás Henriques, que está à frente dos destinos da FIPA desde 2003, afirma que Portugal “deixou de olhar de uma forma atenta e construtiva para a sua agricultura e […]

Jorge Tomás Henriques, que está à frente dos destinos da FIPA desde 2003, afirma que Portugal “deixou de olhar de uma forma atenta e construtiva para a sua agricultura e deixou de olhar para a indústria alimentar” e deixa um alerta: “o país necessita de se reindustrializar”.Em entrevista ao nosso jornal o responsável sublinha sem hesitar: “Hoje, a indústria agroalimentar portuguesa produz ao nível do melhor que se faz na Europa e pelo resto do mundo”.

Nesta edição, destaque também para uma entrevista com Marta Castro, diretora de marketing da Wells, que nos fala sobre a campanha que quer “riscar todos os nãos” da vida das mulheres e de como a Wells se posiciona como um influente agente de mudança no debate sobre o bem-estar feminino. “Queremos ter um papel ativo no bem-estar em Portugal” sublinha.

Também nesta edição um especial sobre refeições preparadas congeladas, um segmento que está em expansão e sobre refrigeração, onde a inovação está a fazer a diferença. Também falamos sobre Água e como o retalho alimentar e as marcas estão a inovar e a posicionar-se neste segmento.

Estivemos na Alimentaria e na SagalExpo, dois palcos onde as empresas portuguesas reforçam a sua internacionalização.

Ainda nesta edição pode ler as entrevistas com Sónia Almeida, responsável de parcerias & publicidade da Fnac Portugal, com quem falámos sobre retail media e com Yvan Mendes, marketing manager da Terra Nostra que reforçou o compromisso para com a sustentabilidade ao redesenhar as embalagens da sua gama de produtos.  “A nossa ambição é sermos a marca de laticínios mais sustentável do mundo” aponta ao Hipersuper.

Todos os anos, uma parte da produção de bananas na Ilha Terceira era comercialmente rejeitada, gerando perda de produto e de ganhos para os produtores.

A pensar no desperdício de bananas na Ilha Terceira, mas também no seu potencial de mercado, Tibério Barbeito e Leon Biermann fundaram uma startup naquela ilha açoriana e criaram a Bananika, uma sidra sustentável. Fomos saber mais.

Em Portugal, 71% dos e-shoppers regulares assumem que comprar online é uma forma de poupar dinheiro, contra os 65% da média europeia, além de ser o país europeu onde osconsumidores são mais sensíveis ao preço. É o que conclui o Barómetro e-Shopper 2023, apresentado em Lisboa, onde estivemos.

Estes são alguns dos destaques da edição 422 do Hipersuper onde pode ler também os artigos de opinião de Sara Monte e Freitas, Alexandre Pais, Nuno Breda, Emanuele Soncin, David Lacasa, Sara Van-Deste e Vitor Ribeiro Gomes, assim como a habitual análise da Kantar, desta vez sobre a evolução da cultura das bebidas em Portugal.

Sobre o autorAna Rita Almeida

Ana Rita Almeida

Hipersuper 421

Hipersuper 421

Distribuição

Leia a edição 421

“O setor só pode continuar a crescer se houver uma aposta a nível da gestão dos recursos hídricos”. Este é o alerta de Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh […]

Hipersuper

“O setor só pode continuar a crescer se houver uma aposta a nível da gestão dos recursos hídricos”. Este é o alerta de Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes, que em entrevista ao Hipersuper fala de crescimento, de internacionalização e das medidas urgentes para o setor. “Se me perguntar quais são os principais desafios do setor, o primeiro é a água, o segundo é a água, o terceiro é a água”, afirma.

Na edição de março do Hipersuper não podíamos deixar de assinalar a Páscoa e todas as suas tradições que tornam esta época tão especial. E uma das empresas que mais se destaca nesta época é a Imperial com os seus chocolates e amêndoas. Motivo para uma conversa com Francisco Pinho da Costa, responsável de marketing da empresa, cujos produtos têm passado de geração em geração, com direito a uma visita as instalações da Imperial, onde no dia em que o fizemos, estava a ser feito um dos principais produtos desta época: as amêndoas de Páscoa. “A Regina é a marca icónica de chocolates portugueses” enaltece o responsável.

A fileira da amêndoa está a crescer e a aumentar a capacidade de exportação e as projeções da Portugal Nuts mostram que o país pode, nos próximos quatro a cinco anos, integrar a lista dos principais produtores mundiais de amêndoas. Fomos ouvir alguns responsáveis sobre os desafios e o futuro desta fileira, num especial que merece a sua leitura.

Das amêndoas aos mirtilos: pode ler também nesta edição um trabalho sobre esta fileira. 2023 foi um bom ano para a produção de mirtilos, uma fileira de ponta na produção nacional de pequenos frutos e que se impõe pela qualidade e variedade. Fomos saber mais.

De 7 a 9 de abril a FIL, em Lisboa, recebe a 8.ª Feira profissional de máquinas, equipamentos e matérias-primas para pastelaria, panificação, gelataria e chocolataria. O mote para uma conversa com Paulo Amaral, gestor comercial e coordenação de eventos da Exposalão, que não tem dúvidas: a Tecnipão vai reunir os mais importantes players e ser uma grande montra para as empresas mostrarem toda a sua potencialidade em termos de apresentação e divulgação de novas propostas.

Pode ler também nesta edição:  quais as tendências que marcam os segmentos de arroz, massas e lacticínios, conhecer todos os vencedores do Prémio Sabor do Ano, um especial sobre recursos humanos e como é importante promover a felicidade e o bem-estar dos trabalhadores e porque é que Pedro Amorim, diretor de vendas da Manpower, defende que as organizações que conseguirem criar ambientes de trabalho flexíveis, psicologicamente estáveis e saudáveis serão as que terão maior capacidade para atrair e reter trabalhadores.

Fomos ouvir também Maria Cândida Marramaque, diretora geral da Associação Nacional dos Industriais de Laticínios (ANIL), que não tem dúvidas: “A sustentabilidade é uma das áreas chave ao nível da inovação”.

E por falar em inovação: Corium Biotech é pioneira mundial na criação de couro exótico em laboratório. Fomos saber porquê. Pode ler também quais os produtos que a LFA Innovation premiou.

“No retalho, os euros estão a circular de mão em mão. E não apenas entre insígnias. Dentro da própria insígnia, há transferência da marca de fabricante para a marca do distribuidor”, afirma Marta Santos, diretora de clientes e analítica na Kantar Worldpanel, em entrevista ao Hipersuper.

A Empack e Logistics & Automation Porto chega em abril, com mais participantes, e pretende proporcionar uma plataforma para as empresas explorarem e adotarem tecnologias inovadoras, especialmente no contexto da Indústria 4.0. Quem o diz é Oscar Barranco, diretor da feira em Portugal e Espanha, ao nosso jornal.

Também nesta edição um especial sobre como o ponto de venda, o derradeiro ponto de contato entre as marcas e os consumidores e onde ainda são tomadas a maioria das decisões de compra, é, cada vez mais, decisivo para as marcas.

Ao folhear esta edição pode ainda ler os artigos de opinião de David Lacasa, Sara Monte e Freitas, Emanuele Soncin,  Miguel Murta Cardoso e a análise de Eduardo Serra.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Distribuição

Leia a edição 420

O grande destaque desta edição é a entrevista com Leonor Freitas que agarrou num negócio de vinho a granel com 60 hectares e apenas duas castas plantadas, e transformou-o na […]

Hipersuper

O grande destaque desta edição é a entrevista com Leonor Freitas que agarrou num negócio de vinho a granel com 60 hectares e apenas duas castas plantadas, e transformou-o na Casa Ermelinda Freitas, uma empresa e uma marca que fatura cerca de 40 milhões de euros, exporta para 42 países e produziu em 2023 quase 14 milhões de litros de vinho. “Uma Casa que quer evoluir tem de inovar constantemente”, afirma. Uma entrevista a não perder.

Quais as políticas de equidade, diversidade e inclusão dos retalhistas com operação em Portugal? Formam e integram nas suas empresas pessoas com incapacidade física, intelectual e em situação de desvantagem no acesso ao mercado de trabalho? Promovem ambientes de trabalho inclusivos? Nesta edição fomos saber o que está a ser feito. Um trabalho muito especial para nós e que esperemos que o inspire.

O consumo de café tem vindo a adquirir uma maior sofisticação. Esta é uma das conclusões depois de conversarmos com algumas marcas de café presentes em Portugal.

Após mais de cinco anos de desenvolvimento no Nestlé R&D Center for Systems, foi criado Neo, o sistema mais avançado da Nescafé Dolce Gusto até à data. O Hipersuper conversou com Teresa Mendes, business executive officer da Nestlé Coffee Portugal, uma conversa que pode ler nesta edição.

Quisemos também saber quais as tendências no segmento dos chás e, por isso, fomos conversar com Joaquim Piçarra, diretor comercial da Frutogal, representante exclusiva dos chás Ahmad Tea em Portugal, e que hoje é um dos players com maior destaque na área da grande distribuição.

Conheça também os gelados que já conquistaram o Texas. É uma inovação ‘Made in Portugal’. Os gelados Swee, distribuídos em centenas de pontos de venda de norte a sul do país, entraram recentemente na cadeia de supermercados Central Market, no Texas, EUA.

Geração automática de conteúdos para alimentar os sites. Chatbots de apoio ao cliente. Suporte aos funcionários nas lojas. Atendimento e personalização da experiência de compra. Interações com membros dos programas de fidelização. Conversão de pontos de venda em hubs logísticos. Estas são algumas das áreas nas quais retalhistas com operação em Portugal estão a aplicar ferramentas de Inteligência Artificial Generativa (IAGen). Auchan, Tendam (Women’secret, Springfield), Worten e MC, revelam ao nosso jornal as áreas da operação onde já estão a aplicar Inteligência Artificial (IA), quais os principais resultados, assim como os principais desafios que têm enfrentado na adoção da tecnologia.

Ainda no campo da Inteligência Artifical, não deixe de conhecer a AssetFlow  que desenvolveu uma inovadora tecnologia de inteligência artificial que prevê e analisa o comportamento dos consumidores no ponto de venda, sem a necessidade de câmaras ou sensores. Fomos conversar com Katya Ivanova, cofundadora e CEO da AssetFloow que atua em Portugal, Espanha, Reino Unido, Itália e no Brasil.

A Too Good To Go entrou em Portugal em outubro de 2019. Atualmente, a aplicação que liga os utilizadores a lojas e restaurantes parceiros para salvar alimentos não vendidos e impedir que sejam desperdiçados, conta com uma

comunidade de mais de 1,8 milhões de utilizadores e mais de 4000 estabelecimentos parceiros. Ao Hipersuper, Maria Tolentino, country manager da Too Good To Go em Portugal, conta que está a aumentar a consciência da importância de salvar alimentos do desperdício. Mas alerta, por outro lado, que ainda desperdiçamos muito em casa…

O setor da segurança está a crescer há vários anos. O motivo perfeito para, este mês, irmos falar com Luís Baptista, diretor de operações de vigilância da Prosegur, e Rui Gramunha, fire safety & security sales head na Siemens.

A presença portuguesa na Alimentaria, que se realiza em março e é uma referência mundial, é crucial para a afirmação de Portugal no cenário internacional. Esta participação reflete não só a qualidade e inovação dos produtos nacionais, mas também a estratégia das empresas portuguesas em expandir fronteiras e fortalecer laços comerciais. Através deste evento, Portugal demonstra a sua capacidade de competir a nível global, potenciando a internacionalização das suas marcas e produtos. A lista de empresas portuguesas é mais extensa mas, nesta edição, damos a conhecer as que vão estar presentes com a PortugalFoods.

Leia também nesta edição os artigos de opinião de Carla Esteves, diretora executiva da Unimark e da rede Aqui é Fresco, Jordi Cassany, diretor geral da in-Store Media em Portugal, Sara Monte e Freitas, partner da Monte e Freitas, Vitor Ribeiro Gomes, CEO da Pendular, Samir Valimamade, account manager na Bliss Applications e, como habitual, a análise da Kantar.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Distribuição

Especial Alimentaria 2024

São 20 as empresas nacionais que vão participar na Alimentaria 2024 sob o chapéu da PortugalFoods. Este ESPECIAL faz parte da edição 420 do Hipersuper.

Hipersuper
Hipersuper - Edição janeiro 2024

Hipersuper – Edição janeiro 2024

Distribuição

Leia a edição 419

“É fundamental que as nossas empresas não percam o seu lugar na cadeia de abastecimento, porque quem não cumprir as exigências vai estar fora”. Quem o diz é Deolinda Silva, diretora executiva do PortugalFoods, na entrevista  que está em destaque na edição 419 do Hipersuper.  Capacitar as empresas para a sustentabilidade e o cumprimento das regras ESG é um grande desafio mas também um caminho sem retorno para a indústria agroalimentar nacional, alerta Deolinda Silva, que explica nesta entrevista quais os principais desafios a ultrapassar, fala sobre exportação e revela o plano de atividades da PortugalFoods para 2024.

Hipersuper

Já pode ler a edição de janeiro do Hipersuper

Hipersuper - Edição janeiro 2024

“É fundamental que as nossas empresas não percam o seu lugar na cadeia de abastecimento, porque quem não cumprir as exigências vai estar fora”. Quem o diz é Deolinda Silva, diretora executiva do PortugalFoods, na entrevista  que está em destaque na edição 419 do Hipersuper.  Capacitar as empresas para a sustentabilidade e o cumprimento das regras ESG é um grande desafio mas também um caminho sem retorno para a indústria agroalimentar nacional, alerta Deolinda Silva, que explica nesta entrevista quais os principais desafios a ultrapassar, fala sobre exportação e revela o plano de atividades da PortugalFoods para 2024.

Em destaque
“A IA generativa já está (e vai continuar) a impulsionar o setor de retalho”. Nesta edição falamos muito de Inteligência Artificial. Mostramos como está a mudar a forma de pensar o mundo dos negócios e como é que as empresas esperam que os seus serviços se tornem mais eficientes e inovadores.

Emoção
A 15 de janeiro, a Lusiteca celebrou 56 anos de fundação. O rótulo ‘marca de emoção’ adequa-se perfeitamente a esta empresa 100% portuguesa e familiar, responsável por duas marcas icónicas que acompanham os consumidores há gerações: as pastilhas Gorila e os caramelos Penha. “É importante que as pessoas olhem para as marcas e sintam um carinho por elas, como se fossem suas”, sublinha Luís Filipe Brandão, CEO da Lusiteca, em entrevista ao Hipersuper. E, claro, não podíamos deixar de visitar a fábrica da Lusiteca. Vale a pena ler.

Produção
Conheça os vencedores da nona edição do Prémio Intermarché Produção Nacional. São produtos que comprovam a excelência, a inovação e a cada vez maior preocupação das empresas com a sustentabilidade na produção nacional.

Inovação
Inovar é, cada vez mais, um fator diferenciador. São incontáveis as áreas nas quais a inovação significa ganhos para as empresas. No caso da Yogoody, passou por desenvolver uma alternativa ao iogurte tradicional, sem necessidade de refrigeração e com um prazo de validade mais alargado, como revela Anabela Ferreira, fundadora da empresa.

Exportação
A Lisbon Food Affair regressa à FIL de 4 a 6 de fevereiro e até ao fecho desta edição já tinha confirmada a presença de importadores de mais de 30 países de quatro continentes. A nível nacional, 48% das empresas inscritas participam pela primeira vez e representam vários setores. O Hipersuper conversou com Marina Calheiros, Gestora Coordenadora da Lisbon Food Affair, que faz uma antevisão da segunda edição do marketplace que agrega a oferta alimentar e bebidas.
Também fomos conversar com Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh, associação que representa cerca de 50% das exportações nacionais de frutas, legumes e flores, que volta a marcar presença na Fruit Logistica 2024, em Berlim, que este ano acontece de 7 a 9 de fevereiro. “A Fruit Logistica continua a ser um dos eventos mais importantes para o setor”, afirma.

Panificação e padaria
A conveniência, a preocupação com a saúde, o preço e a sustentabilidade vão marcar o ano no setor da panificação e pastelaria, uma categoria onde a inovação marca a diferença. Fomos ouvir alguns dos principais players deste setor.

Sustentabilidade
A indústria transformadora é o alvo principal do roteiro para a descarbonização do setor agroalimentar que será apresentado em setembro de 2024 por um consórcio constituído pela PortugalFoods, a InovCluster e a Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada. Apresentamos nesta edição os nove objetivos deste plano.

Comércio
A produção artesanal, a oferta internacional e o atendimento personalizado, são os argumentos diferenciadores da Queijaria do Monte. Diana Mello, co-fundadora da loja especializada em queijo, está à procura de um espaço para abrir mais uma loja em Lisboa. Fomos conhecer melhor este projeto.

Recrutamento
Procuram-se perfis empáticos, analíticos e tecnológicos. Estas são as tendências de recrutamento no retalho, as competências exigidas e as funções com mais vagas em aberto. Com a ajuda das consultoras de recursos humanos, juntámos ainda os ingredientes de uma boa estratégia de atração e retenção de talento. Não deixe de ler este artigo.

Opinião e tendências
Nesta edição pode ainda ler a opinião de Diana Neves Carvalho, head of industry practice da NTT DATA Portugal, Dina Duarte, diretora geral da Montiqueijo, Sara Monte e Freitas partner da Monte e Freitas Expense Reduction Analysts, Ricardo Henriques, José Maria Alves Pereira, Leonor Sá e Frade, sócio, associado sénior e advogada estagiária da Abreu Advogados, Vitor Ribeiro Gomes, CEO da Pendular, Maria Dias, expert manager – sales & marketing at Randstad Portugal, Ricardo Galante, principal analytics & artificial intelligence advisor do SAS Portugal, José Pedro Fernandes, vice-presidente da SiSQUAL WFM, David Lacasa, partner da Lantern e Anders Billesø Beck, vice-presidente de estratégia e inovação da Universal Robots.
Também a habitual análise da Kantar por Andreia Carvalho, advanced analytics director.

Obrigada
Ainda nesta edição um momento feliz: festejamos mais um aniversário com uma boa notícia ao ser novamente distinguidos com o Prémio Cinco Estrelas, na categoria “Comunicação Social: Comércio e Indústria”.
São 34 anos que merecem ser festejados. E este prémio, que chega depois de um ano desafiante como foi 2023, ainda nos dá mais força para o futuro. Ter objetivos claros, trabalhar de forma eficiente e manter o rigor, mesmo diante dos desafios, faz a diferença. Estamos a celebrar não apenas o resultado final que chega aos nossos leitores, mas também a determinação, a seriedade e o respeito que nos permitiram superar todas as dificuldades que surgiram no caminho. É muito gratificante ver o nosso trabalho reconhecido.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Hipersuper 418

Hipersuper 418

Distribuição

Leia a edição 418 do Hipersuper

“Continuamos a ser orgulhosamente O Licor de Portugal”. A frase é de Daniel Redondo, diretor-geral da J. Carranca Redondo que, em entrevista ao Hipersuper não esconde o orgulho na marca Licor Beirão.

Hipersuper

O Hipersuper chega numa edição dupla (novembro/dezembro) ainda mais especial: a nossa edição de natal.

“Continuamos a ser orgulhosamente O Licor de Portugal”. A frase é de Daniel Redondo, diretor-geral da J. Carranca Redondo que, em entrevista ao Hipersuper não esconde o orgulho na marca Licor Beirão.. Criada e mantida por uma empresa familiar, é, há 80 anos, uma marca associada à qualidade, criatividade e inovação. Estivemos na Lousã e fomos também conhecer a fábrica onde são produzidas por ano cerca de quatro milhões de garrafas da bebida espirituosa mais vendida em Portugal.

Responder ao aumento de procura, pensar na melhor estratégia de marketing para chegar ao consumidor, numa altura em que o preço faz ainda mais diferença, e ter o retorno financeiro esperado pressionam ainda mais os retalhistas que vivem em novembro/dezembro um dos momentos altos da sua faturação. Fomos ouvir alguns para saber como preparam e quais os grandes desafios que enfrentam nesta época de festas.

E com janeiro a chegar, é praticamente certo que os preços dos alimentos essenciais vão subir, pelo menos 6%, com o fim da isenção do IVA zero. A expectativa é que os preços subam ainda mais, tendo em conta a atualização de preços que acontece a cada início do ano e a instabilidade nos mercados internacionais. Um artigo que vale a pena ler com o título “Crónica de uma subida de preços anunciada”.

A celebrar 25 anos, o Clube de Produtores Continente é considerado um modelo único de parceria entre produção e retalho a nível europeu. O mote perfeito para uma conversa com Ondina Afonso, presidente do Clube de Produtores Continente. Fomos também conhecer as seis empresas que o Clube de Produtores Continente (CPC) galardoou pelo desenvolvimento de iniciativas que se destacaram pela excelência, a inovação e a sustentabilidade.

Também fomos conhecer a  estratégia do Ikea para reforçar compra omnicanal. Cláudia Domingues, responsável de comunicação da Ikea Portugal, conta ao Hipersuper, em discurso direto, os investimentos em curso para dar resposta às novas formas de comprar.

Leia também o nosso especial sobre a Anuga onde a presença recorde portuguesa mostrou a aposta nos mercados externos. Durante cinco dias, 140 mil visitantes profissionais passaram pela Anuga 2023, evento bianual considerado a maior e mais importante feira do setor agroalimentar do mundo. Portugal participou no certame com mais de 70 empresas, na sua maioria presentes debaixo do chapéu da PortugalFoods e ainda da ALIF (Associação Nacional da Indústria pelo Frio e Comércio de Produtos Alimentares).

A ler ainda nesta edição:

Midsid redobra aposta em produtos alimentares e bebidas
A maior empresa do Grupo Logista investiu cerca de um milhão de euros no armazém de Alcochete e vai abrir seis lojas cash&carry este ano.

Produção de vinho em 2023 deve chegar a 7,3 milhões de hectolitros e será a maior desde 2006
São as previsões agrícolas de outubro do Instituto Nacional de Estatística (INE). Em ano de safra, também a produção de azeitona deverá aumentar 20% em relação a 2022, enquanto a produção de arroz terá um aumento de 10%. A produção de maçã em Trás-os-Montes vai compensar a quebra no Oeste, e a de pera deverá cair pelo segundo ano consecutivo.

3º Congresso Europeu do Arroz juntou profissionais do setor em Lisboa
Inserido no projeto Sustainable EU Rice – Don’t Think Twice de promoção do arroz tipo japónica cultivado na Europa, o Encontro abordou as questões da sustentabilidade agronómica e ambiental da cultura do arroz e, em particular, a gestão eficiente dos recursos hídricos à luz das consequências das alterações climáticas.

“A certificação é muito barata se for aproveitada para melhorar a organização”
A Naturalfa esteve recentemente sob os holofotes da imprensa especializada por ter sido escolhida pela ViniPortugal para certificar o novo referencial de sustentabilidade do setor vitivinícola. O pretexto para uma conversa com Liliana Perestrelo, diretora executiva desta empresa com dez anos de atividade na área de certificação alimentar, que estima fechar o ano com um volume de negócios de 650 mil euros.

Grupo Celeste investe dois milhões para iniciar produção de ultracongelados em Guimarães
A panificadora do Norte está a automatizar o processo industrial para aumentar capacidade de produção de pão e bolos ultracongelados para crescer no retalho e na exportação.

As talhas voltaram a abrir-se
A Herdade de Rocim, em Cuba, recebeu a maior edição de sempre do Amphora Wine Day que, ano após ano, celebra o vinho de talha. Às 18 horas, no momento alto, foram abertas as talhas que, e como manda a tradição, acontece no dia de S. Martinho. O Hipersuper falou com Pedro Ribeiro que não escondeu a satisfação por mais uma edição de sucesso e que garantiu que toda “a equipa já está a pensar na próxima edição”.

“O PSVA mudou a forma de fazer vinho em Portugal”
O Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA) congrega quase 650 membros, responsáveis por uma área de produção de 13.521 hectares que representa cerca de 60% da área de vinha do Alentejo. Já recebeu dez prémios e está a tornar o Alentejo num exemplo de sustentabilidade na vinha, a nível mundial. “O projeto tem adquirido tal dimensão e reconhecimento, que nos dá muito orgulho no que temos feito e permite ao Alentejo assumir-se como a região vitivinícola portuguesa sustentável”, diz João Barroso, diretor de Sustentabilidade, Investimento e Desenvolvimento dos Vinhos do Alentejo e coordenador do PSVA.

Dupla António Boal e Costinha lançam Vinha do Professor
Vinha do Professor é a mais recente aposta vinícola da 2CC, empresa de Costinha e de António Boal que, em 2022, lançaram o Segredo 6, e que agora volta ao mercado com uma nova colheita. Fomos conhecer esta nova referência, com o selo de qualidade Costa Boal e assinado pelo enólogo Paulo Nunes.

“Existe uma procura crescente do vinagre pelos benefícios reconhecidos para a saúde”
Estivemos à conversa com Diogo Castelo-Branco, responsável de I&D e Sustentabilidade da Mendes Gonçalves.

“É preciso consciencializar empresas e trabalhadores para a urgência da requalificação”
Quais são as competências do futuro? Que caminho deve fazer o ensino e as empresas para preparar os portugueses para o futuro mercado de trabalho? A Sonae promoveu o debate e partilha a sua experiência dentro de casa.

“Não se pode falar de retenção, sem uma boa atração de talento”
Salários competitivos, plano de carreira bem definido e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal devem fazer parte de uma eficiente estratégia de retenção de talento.

“Utilizamos papel 100% reciclado nos processos de fabrico”
Todas as embalagens feitas pela DS Smith nas fábricas em Portugal já são produzidas com recurso a papel 100% reciclado e de cadeias de custódia certificadas.

“O jogo do preço não é válido”
Real Food Kitchen, Torrestir e Eporifrutas estão a investir no mercado abastecedor de Lisboa. Quais os atrativos do Marl para atrair o investimento destas empresas da área da restauração, transportes e logística e importação e exportação de frutas?

Investimentos em tecnologia e inovação no horizonte da logística em 2024
Fomos falar com 11 responsáveis de empresas do setor da logística que operam em Portugal para saber como se preparam para esta época de maior volume de transportes e quais são os investimentos previstos para 2024. O reflexo do crescimento do comércio online nos negócios e a tendência da intermodalidade e multimodalidade foram outros temas abordados.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Hipersuper 417

Hipersuper 417

Distribuição

Leia a edição 417 do Hipersuper

“Há claramente um antes e depois da ViniPortugal” afirma Frederico Falcão, presidente da ViniPortugal, numa conversa onde aborda as estratégias de promoção externa, lembra o seu primeiro mandato que coincidiu […]

Hipersuper

“Há claramente um antes e depois da ViniPortugal” afirma Frederico Falcão, presidente da ViniPortugal, numa conversa onde aborda as estratégias de promoção externa, lembra o seu primeiro mandato que coincidiu com os anos de pandemia, destaca a visibilidade dos vinhos portugueses nos vários mercados e a força de marca Wines of Portugal. Uma entrevista que pode ler na edição 417 do Hipersuper, que inclui também um especial sobre vinhos onde vários responsáveis sublinham que os vinhos portugueses são cada vez mais valorizados nos mercados internacionais e trazem ao nosso país cada vez mais compradores.

Do vinho ao azeite, pode ler também nesta edição uma entrevista com Mariana Matos, secretária-geral da Casa do Azeite, que deixa o alerta “não há grande esperança que o preço do azeite possa baixar”. A produção de azeite caiu para metade em Espanha e os efeitos fizeram-se sentir em todo o lado. Em Portugal, o preço do litro de azeite já ultrapassou os oito euros e irá continuar a subir. “Espanha espirrou e ficámos todos constipados” sublinha a responsável.

“Em Portugal são desperdiçados 3.6 quilos de comida por minuto”. Quem o diz é Maria Tolentino, country director da Too Good To Go Portugal. O suficiente para irmos conhecer de perto a parceria entre Auchan e Too Good To Go que já salvou 250 mil quilos de alimentos do lixo em quatro anos e evitou a emissão de 617 toneladas. Rita Cruz, diretora de responsabilidade ambiental e social da Auchan, não tem dúvidas: “o impacto desta parceria tem sido muito relevante”.

E porque o Desperdício Alimentar é cada vez mais um problema com impacto económico, social e ambiental, estivemos na conferência promovida pelo movimento Unidos Contra o Desperdício. A mulher por detrás do movimento, a venda a granel, o papel da logística e a solução para combater este problema estiveram em discussão.

Também fomos conversar com Carlos Hipólito, head of Portugal da startup Phenix, que combate o desperdício alimentar e não alimentar, e que avança ao Hipersuper que têm aumentado os pedidos das instituições, mas também há mais empresas sensibilizadas para esta causa.

Dois enólogos. Um português e um austríaco. Pedro Ribeiro, da Herdade do Rocim, e Lenz Moser, da quinta geração da dinastia vinícola austríaca com o mesmo nome. Um projeto único, com claras preocupações ambientais. Fomos conversar com Pedro Ribeiro que sublinha “os padrões de consumo estão a mudar a uma grande velocidade”.

A ler também o especial charcutaria, como é que a origem dos produtos está a ganhar terreno na hora de escolher os alimentos, qual a nova estratégia de posicionamento da Montiqueijo que assinalou o seu sexagésimo aniversário.

A Delta apresentou o primeiro café português que vem dos Açores. Fomos conhecer esta novidade e conhecer a história de José Gabriel Ferreira que viveu 18 anos nos Estados Unidos até regressar à Ilha Terceira. Hoje é produtor de café. “Quando falamos no café dos Açores, estamos a falar do café em todas as ilhas, não é só o meu ou de fulano de tal. O café é das Ilhas dos Açores” afirma ao Hipersuper.

A Getir anunciou o desinvestimento nos mercados ibéricos e italiano e fomos perceber como estão posicionadas as empresas de q-commerce Glovo Express e Bolt Market para ocupar o espaço deixado. Até agora reportam crescimentos de 100% no mercado português.

O Portugal Exportador regressou ao Centro de Congressos de Lisboa, para dez horas consecutivas de negócios, empreendedorismo e consultoria, entre outras iniciativas dedicadas às empresas exportadoras ou em vias de iniciarem a sua presença nos mercados externos. O Hipersuper marcou presença e conta como correu a edição deste ano onde a grande novidade foi o Green Trade Lab dedicado à sustentabilidade das empresas e aos fatores ESG.

O mercado dos queijos tem tido uma evolução notável e este foi o mote para ouvirmos Liliana Pereira do Grupo Bel, Clarisse Marques da Lactimonte, Catarina Cruz e Pedro Cunha da Lactogal, Tânia Teixeira da Montiqueijo, Nuno Torgal da Queijos Santiago e com Cândida Marrameque da ANIL (Associação Nacional dos Industriais de Laticínios), que traçaram um diagnóstico do mercado e dos desafios num ano de aumento da inflação e dos preços dos bens de consumo. Sublinharam ainda a preocupação com a sustentabilidade e a adaptação a novos comportamentos dos consumidores.

O Mercado dos Vinhos, que pretende dar palco aos pequenos e médios produtores de vinhos nacionais, volta a 17 de novembro para a sua 10ª edição que tem como grande novidade a presença de aguardentes e gins de origem nacional. Falámos com Filipa Trigo, managing partner da House of Wines, que sublinha “as expetativas em relação a esta edição são a de dar continuidade ao projeto e à missão cujo lema está na frase: Pequenos Produtores, Grandes Descobertas”.

Estivemos a conversar com Afonso Pinheiro, um dos CEO da Pleez, que desde 2022 centra o seu negócio noutro produto inovador: um algoritmo que ajuda os restaurantes a otimizarem a sua presença nas plataformas de delivery.

A entrevista com Vítor Ribeiro Gomes, CEO da Pendular, empresa de gestão de compras e de contratos que trabalha para ajudar as empresas a serem mais eficientes, e que garante “se a prioridade de uma empresa é crescer a Pendular está cá para suportar esse crescimento” e um artigo sobre reciclagem de embalagens, onde apresentamos dados dos primeiros nove meses que mostram uma “estagnação” na reciclagem de embalagens, com a Sociedade Ponto Verde a alertar que Portugal tem de acelerar o ritmo, também merecem a sua leitura.

Também escrevemos sobre a iniciativa TransforMAr do Lidl Portugal e do Electrão, em parceria com a Marinha Portuguesa e a ONG Brigada do Mar, contando com o apoio da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e da associação ambiental Quercus, recolheu este ano 47,2 toneladas de resíduos plásticos e de metal das praias portuguesas e do mar e os resultados do relatório Shopping Index da Salesforce que conclui que os consumidores esperam pelo período de descontos para fazer as compras de natal.

Com a Black Friday a aproximar-se, vale a pena ler o artigo de Daniela Lourenço, brand leader da Manpower que aborda os desafios empresariais da corrida aos descontos.
A ler também os artigos de opinião de Sara Monte e Freitas, David Lacasa, David Perez del Pino, Jerôme Amoudruz e a habitual análise da Kantar, desta vez assinada pelo Eduardo Serra com o título Oferta cuidada em Higiene & Beleza.

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

416

416

Distribuição

LEIA A EDIÇÃO 416 DO HIPERSUPER

A Alimentaria regressa em março do próximo ano. O Hipersuper conversou com Toni Valls que, embora sublinhe ser cedo para especificar o número, avança que a previsão é que haja um crescimento de 20% da participação portuguesa na feira referência do setor agroalimentar e que vai apresentar várias novidades. Uma entrevista a ler nesta edição.

Hipersuper

Edição 416 do Hipersuper

A Alimentaria regressa em março do próximo ano. O Hipersuper conversou com Toni Valls que, embora sublinhe ser cedo para especificar o número, avança que a previsão é que haja um crescimento de 20% da participação portuguesa na feira referência do setor agroalimentar e que vai apresentar várias novidades. Uma entrevista a ler nesta edição.

A edição de setembro do Hipersuper tem como tema central a sustentabilidade e fomos saber quais os desafios e como as empresas têm trabalhado este eixo. Profissionais de vários setores asseguram que a sustentabilidade faz parte da estratégia das empresas. Os três pilares da sustentabilidade – ambiental, social e económico – fazem parte do seu dia-a-dia, e neles procuram garantir o equilíbrio financeiro sem descurar o ambiente e o bem-estar social.

A mudança para padrões de produção e consumo mais sustentáveis tem sido uma ambição de todos e a grande distribuição alimentar assume um papel fundamental neste campo. Aldi, Continente, Intermarché e Mercadona assumem esse papel e não escondem que cada vez mais trabalham a sustentabilidade, uma preocupação que começa logo na primeira fase da cadeia de valor.

A Wallapop chegou a Portugal em 2022 com o objetivo de “revolucionar” a compra e venda de artigos em segunda mão. Fomos conversar com Sara Van-Deste, head of special projects na Wallapop, que não esconde a satisfação com o crescimento em Portugal e garante mesmo: “continuaremos a trabalhar para ser a plataforma líder de consumo consciente e humano em Portugal, à semelhança do que acontece em Espanha”.

“É preciso pensar bem a reutilização para que implique verdadeiros ganhos ambientais”. Ao Hipersuper, Susana Fonseca, vice-presidente e coordenadora da área Sociedades Sustentáveis da Zero, defende a cobrança dos sacos ultraleves nos supermercados. Independentemente do material de embalagem – plástico, papel, alumínio – o que é necessário é colocar menos material a circular, defende.

Pode ler também nesta edição o que pensa Carla Pinto, diretora executiva da APCC, um setor que gera mais de 280 mil postos de trabalho e 475 milhões de visitas por ano, e tem um papel fulcral na sustentabilidade.

No mês do regresso às aulas, tradicionalmente uma das campanhas mais importantes do ano, fomos conversar com a diretora geral da note! Inês Moniz da Cunha. Quisemos saber também se o regresso às aulas está a ser mais sustentável e se há mais famílias a optar por um consumo mais amigo do ambiente. A Staples, a Firmo, a FNAC e a Auchan avançam que têm trabalhado a sua oferta para responder à procura dos consumidores.

Também nesta edição pode ler uma entrevista com Joana Peixoto, diretora de marketing, comunicação e sustentabilidade da Edenred que não tem dúvidas: nesta empresa, “o modelo de negócio e os objetivos de sustentabilidade estão intrinsecamente ligados”.

O Movimento Empresarial para a Reciclagem de Cartões com Componentes Eletrónicos (Merece) já reciclou mais de seis milhões de cartões antigos. Fomos saber como surgiu e como tem crescido este movimento. Filipa Castela, diretora de marketing da Contisystems, empresa que promove esta iniciativa, afirma ao Hipersuper que a ambição é continuar a crescer para fazer mais e melhor pelo planeta.

Nesta edição de setembro fomos também saber como é que a Leroy Merlin quer aumentar as vendas à distância e conhecer o sistema da Intelligent Retail Solutions que permite gerir a abertura e o fecho de qualquer tipo de armário, transformando-o numa caixa de correio inteligente.

A Adega de Palmela está a fazer um trabalho de reposicionamento do seu portefólio com o lançamento de marcas e vinhos em segmentos mais valorizados em preço e, como tal, fomos ouvir a diretora comercial Susana Madeiras que conta, em discurso direto, o trabalho que a empresa tem vindo a fazer nos últimos anos para mostrar aos consumidores a qualidade dos vinhos que produz e, assim, valorizar as suas marcas nas prateleiras dos supermercados, em restaurantes e nos mercados internacionais.

Mais a sul, de vinhas centenárias que resultam de um método de produção ancestral, introduzido pelos romanos há cerca de dois mil anos no Alentejo, saem as uvas que dão origem ao vinho da talha da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito. Estivemos no terreno e contamos nesta edição a história milenar da produção de vinho dentro de um copo.

Ainda nesta edição entrevistas com Jean Michel Beranger, diretor geral da Associação Princesa Amandine Ibérica,  e com Nuno Afonso, vice president sales & operations Daymon International, que sublinha a importância de Portugal na estratégia da consultora pioneira no desenvolvimento de marcas próprias.

E como habitualmente, a análise da Kantar e os vários artigos de opinião que encontra ao folhear esta edição e nos fazem refletir sobre alguns temas que merecem muita atenção.

Boa leitura

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

Hipersuper - 415

Hipersuper – 415

Distribuição

LEIA A EDIÇÃO 415 DO HIPERSUPER

A edição de Julho/Agosto do Hipersuper tem Dora Simões, presidente da Comissão dos Vinhos Verdes,  em destaque, que conta, na primeira pessoa, qual a estratégia da organização interprofissional para os vinhos […]

Hipersuper

A edição de Julho/Agosto do Hipersuper tem Dora Simões, presidente da Comissão dos Vinhos Verdes,  em destaque, que conta, na primeira pessoa, qual a estratégia da organização interprofissional para os vinhos da região demarcada em 1908. Uma entrevista dada ao nosso jornal quando está a fazer 1 ano que tomou posse como presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes.

A Couto faz 105 anos e o Hipersuper conversou com Alexandra Matos Gomes da Silva, administradora da histórica empresa portuguesa.

O mercado de produtos de grande consumo cresceu 14,5%, em valor, nos primeiros cinco meses do ano. O crescimento passa exclusivamente pelas marcas da distribuição que atingem máximos históricos. Até onde poderão ir, num contexto em que que as marcas próprias têm uma inflação superior às marcas dos fabricantes? Fomos ouvir Ana Paula Barbosa (Nielsen), Carlos Cotos (Kantar), Nuno Afonso (Daymon) e Pedro Pimentel (Centromarca).

Também nesta edição, um especial sobre vinhos em lata. Descritos como inovadores, convenientes e apelativos, os vinhos em lata têm registado uma elevada procura por parte das faixas etárias mais jovens, com uma atitude mais informal e descomprometida perante o vinho. Ouvimos vários produtores que sublinham o crescimento deste formato.

Também os Molhos e Condimentos estão em destaque. Novos sabores, produtos de origem local e um estilo de vida mais saudável são tendências na categoria molhos e condimentos. O Hipersuper ouviu Dina Letras, Joana Oliveira, Joaquim Piçarra, Marta Bello e Nuno Crispim que enaltecem o dinamismo desta categoria.

A Kaffa acaba de entrar no segmento de solúveis e consolidar a presença no mercado do café onde é já um dos principais players mundiais no fabrico de cápsulas. Kaffa Tradição e Kaffa Saudade são as novas referências já disponíveis no mercado. O Hipersuper conversou com Pedro Henriques, diretor comercial e marketing da empresa de origem familiar, fundada em 1960 e que fechou 2022 com uma faturação na ordem dos 32 milhões de euros depois de vender 270 milhões de cápsulas.

Também quisemos saber mais sobre a Vadia, cerveja criada em 2010 por Nicolas Billard, que tem nova imagem e pretende reforçar a sua irreverência e inconformismo, lançando um desafio ao mundo: “é sempre tempo de vadiar”. Uma conversa a ler.

Fomos conhecer o gelado português com alma italiana. Dinamizar as vendas no canal horeca, expandir a rede de gelatarias e apostar na internacionalização, são os três eixos estratégicos definidos pela marca de gelados Santini para crescer.

Num mês com muitos lançamentos, assinam os artigos de opinião Ana Patrícia Gonçalves da SAS, Sara Monte e Freitas da ERA, Cátia Fernandes do Sabor do Ano, António Costa e Silva da Happen, Mário de Sousa da Portocargo, Daniela Lourença da Manpower.

Nesta edição pode também ler a entrevista a Pedro Figueiras, diretor do departamento de indústria & logística da Savills. Com os modelos de gestão de stocks a transitarem de uma filosofia “just in time” para “just in case” aumentou a procura de espaços logísticos. Há vontade, dinheiro para investir, mas não há terra disponível” conta ao nosso jornal.

Uma coleção única celebra 38º título do Benfica com novos vinhos do alentejo. O Hipersuper lançou o desafio ao sommelier Rodolfo Tristão, da equipa da Super Grapes, responsável pela enologia da Garrafeira Benfica, que apresenta os novos membros desta coleção.

Numa altura em que arrancam as vindimas no Alentejo, fomos ouvir Nuno Brito, diretor-geral da Adega de Borba. “Nos últimos anos temos investido fortemente em práticas sustentáveis em toda a operação” sublinha.

A edição 415 tem ainda um especial sobre Pet Food, que tem registado uma forte dinâmica de crescimento, de Logística, onde ouvimos alguns dos mais importantes players do mercado que falaram sobre os desafios e constrangimentos deste setor, e de Conservas e Enlatados, onde os consumidores procuram por produtos saudáveis e sustentáveis.

Por falar em inovação, a Renova tem uma nova linha de Pet Care e claro quisemos saber mais sobre este lançamento. Luís Saramago, diretor de marketing, respondeu às nossas perguntas.

Como habitual, a análise da Kantar, que nesta edição dupla apresenta as conclusões do Estudo Brand Footprint que demonstra, mais uma vez, que consumidor português está a ajustar-se com uma rapidez incrível e até mesmo difícil de acompanhar por parte das marcas.

 

Sobre o autorHipersuper

Hipersuper

PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 Hipersuper. Todos os direitos reservados.