Distribuição Homepage Newsletter

Jerónimo Martins assina Código de Conduta da UE sobre Práticas Empresariais e Comerciais Responsáveis

Por a 6 de Julho de 2021 as 15:24
Pedro Soares dos Santos,  presidente do conselho de Administração

Pedro Soares dos Santos, presidente do conselho de administração da Jerónimo Martins

A Jerónimo Martins é uma das empresas signatárias do Código de Conduta da União Europeia sobre Práticas Empresariais e Comerciais Responsáveis, lançado na segunda-feira pela Comissão Europeia. A dona do Pingo Doce é a primeira empresa portuguesa a estar entre o leque de signatários do documento.

Ao todo são 65 as empresas que assinaram o Código de Conduta da União Europeia. O grupo Jerónimo Martins, no âmbito da iniciativa, assumiu como compromissos estratégicos promover a saúde pela alimentação, combater a poluição por plástico, combater o desperdício alimentar e promover o bem-estar animal. O documento lançado pela Comissão Europeia é um dos primeiros passos da Estratégia do Prado ao Prato.

“Estamos conscientes de que a Estratégia do Prado ao Prato é central ao Pacto Ecológico Europeu e reconhecemos todos os desafios inerentes rumo a um sistema alimentar sustentável”, adianta Pedro Soares dos Santos, CEO e chairman da Jerónimo Martins, citado em comunicado.

O CEO do grupo de distribuição acrescenta que a Jerónimo Martins está profundamente comprometida em “contribuir positivamente para o cumprimento da Agenda 2030 e, como tal, temos o prazer de integrar o primeiro grupo de signatários do Código de Conduta da UE sobre Práticas Empresariais e Comerciais Responsáveis, motivados também pela nossa convicção no poder da ação coletiva de que esta iniciativa está imbuída”.

Dentro dos compromissos da Jerónimo Martins, destacam-se a garantia de que todas as embalagens de marca própria de plástico serão reutilizáveis ou recicláveis e até 2025 e que pelo menos 90% dos produtos de marca própria não conterão corantes artificiais nos seus ingredientes diretos até 2023, tanto em Portugal como na Polónia. O grupo compromete-se ainda a reduzir para metade do desperdício alimentar gerado pelas atividades das suas empresas  até 2030, em comparação com 2016. Outro dos compromissos assumidos pelo grupo diz respeito à categoria de ovos frescos de marca própria. A companhia pretende eliminar, até 2025, a comercialização de ovos que sejam provenientes de galinhas enjauladas.

Um comentário

  1. Alberto freitas

    7 de Julho de 2021 at 18:18

    Ter trabalhado neste grupo deixa-me feliz e regozijo-me pela eficácia e empenho e ni compromisso destas causas.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *