Data Center Homepage Newsletter

Taxa de desemprego na Europa atinge mínimos históricos

Por a 3 de Março de 2020 as 14:03

DesempregoÀ semelhança do mês de dezembro, a taxa de desemprego na zona euro em janeiro permaneceu no nível mais baixo desde maio de 2008: 7,4% (12.179 milhões de pessoas), o que representa uma ligeira queda face aos 7,8% registados em janeiro de 2019, de acordo com os dados publicados esta terça-feira pelo Eurostat.

Na União Europeia (a 27) a taxa de desemprego é ainda mais baixa – 6,6% em janeiro (14.086 milhões de pessoas), que compara com os 6,9% registados no mês homólogo de 2019 – e traduz também um recorde, sendo a taxa mais baixa desde que o instituto de estatística europeu apresenta este indicador mensal (janeiro de 2000).

Não obstante, Portugal está entre os seis países onde a taxa de desemprego subiu em dezembro passado. Em termos homólogos, aumentou dos 6,6%, no final de 2018, para os 6,9%, sendo a quarta maior subida entre os estados membros. A mais expressiva foi a da Suécia, que passou dos 6,5% de desemprego em dezembro de 2018 para os 7% no final do ano transato.

Alemanha e Roménia foram os únicos países onde a taxa estabilizou, no mesmo período, e todos os outros membros da comunidade europeia conseguiram reduzir a taxa de desemprego.

Neste momento, Espanha (13,7%) e Grécia (16,5%) apresentam as maiores taxas de desemprego. Por outro lado, a República Checa (2%), a Polónia (2,9%) e os Países Baixos (3%) registam as mais baixas.

O desemprego jovem também encolheu. Em janeiro, contavam-se 2.719 milhões os desempregados com menos de 25 anos na União Europeia (14,9% face a 15,5% em janeiro de 2019), dos quais 2.249 milhões na zona euro (15,6% face a 16,1%). Uma redução em 110.000 face a janeiro do último ano (na UE) e de 75.000 considerando apenas a zona euro.

Nos Estados Unidos, a taxa fixou-se nos 3,6% em janeiro (3,5% em dezembro), uma queda face ao 4% registados em janeiro de 2018.

Um comentário

  1. Matheus Weber Santana

    25 de Março de 2020 at 18:54

    Esse ano começou muito ruim pós através do covid_19 muitas pessoas morreram e as que não morreram ficaram desempregado e isso e muito triste pq família foram destruídas por causa de um viros que o país não dei as previdência certa e necessária

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *