Distribuição Homepage Newsletter

Projeto europeu contra desperdício alimentar Too Good to Go alarga aos EUA

Por a 16 de Janeiro de 2020 as 16:59
desperdicio

desperdicioA aplicação contra o desperdício alimentar Too Good To Go anunciou a expansão aos Estados Unidos. Acaba também de receber a certificação B Corp.

O projeto fundado há quatro anos na Dinamarca vai expandir, pela primeira vez, a um país fora da Europa. O arranque no mercado norte-americano dá-se nas cidades de Nova Iorque e em Boston, com o lançamento de uma campanha de recrutamento. Este torna-se assim o 15º a receber o projeto que permite, a restaurantes, supermercados e hotéis venderem online os seus excedentes alimentares.

“Foi um longo processo para decidir onde, fora da Europa, poderíamos ter um impacto maior. Verificamos que até 40% dos alimentos aptos para consumo acabam no lixo dos americanos, por isso sabemos que é um grande problema a resolver. Além disso, muitos dos nossos atuais parceiros também operam nos Estados Unidos” comenta Mette Lykke, CEO da Too Good To Go, em comunciado.

Segundo dados da empresa, por ano, os americanos desperdiçam 63 milhões de toneladas de alimentos, “um custo de aproximadamente 160 mil milhões de dólares”, que o governo dos Estados Unidos “propôs reduzir em 50% até 2030”.

O projeto acaba também de receber a certificação de B Corp, atribuída pela organização europeia sem fins lucrativos B Lab, que representa uma comunidade global de mais de 2600 empresas certificadas, de uma variedade de indústrias e dimensões, incluindo marcas conhecidas como Innocent, Patagonia, Alpro e Just Water.

A certificação reconhece a Too Good To Go como “empresa que privilegia as pessoas, o ambiente e com um compromisso social que predomina sobre os benefícios económicos”, sublinha a empresa, que diz ter “atualizado legalmente os seus artigos para incluir o compromisso com as práticas padrão da B Corp”, a fim de se juntar a esta comunidade.

Atualmente, existem mais de 500 certificados B Corp na Europa e mais de 2600 a nível mundial.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *