Data Center Destaque Destaque Homepage Homepage Newsletter

Défice da balança comercial portuguesa agravado em 4,8% até novembro de 2019

Por a 15 de Janeiro de 2020 as 13:09
europa

europaPortugal aumentou o défice da balança comercial durante janeiro e novembro de 2019, para uma diferença de -19 mil milhões de euros, entre o saldo das exportações e das importações. O que representa uma variação de -4,8%, em relação ao défice de -16 mil milhões de euros registado no período homólogo, de acordo com as primeiras estimativas do Eurostat, publicadas esta quarta-feira.

O resultado deriva do aumento de 4% das exportações portuguesas, para os 55,3 mil milhões de euros, face ao crescimento das importações, de 7% para os 74,3 mil milhões de euros, naqueles nove meses do ano passado.

O gabinete de estatística europeu estima que as exportações da zona euro para o resto do mundo tenham aumentado 2,5%, entre janeiro e novembro, para os 2.159 mil milhões de euros, e as importações 1,5% para os 1.956 mil milhões de euros.

Verifica-se assim um excedente comercial de  203,4 mil milhões de euros, um resultado acima dos 178,7 alcançados entre janeiro e novembro de 2018.

Entre os 19 mercados da zona euro, a circulação de bens fixou-se em 1 818 mil milhões de euros, entre janeiro e novembro de 2019, mais  0,9% face ao período homólogo.

Analisando apenas o mês de novembro, as exportações da zona euro para o resto do mundo caíram 2,9%, face ao mesmo mês de 2018, para os 1997,7 mil milhões de euros. Ainda assim, as importação apresentam uma queda mais acentuada, de 4,6%, totalizando  os 177 mil milhões. O que  representa um excedente de  20.7 milhões de euros, que compara com os 18,2 mil milhões de euros, registado em novembro de 2018.

O comércio entre países da zona euro, por sua vez, reduziu em 3,8%, em termos homólogos, para os 166 mil milhões de euros alcançados durante novembro de 2019.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *