Destaque Homepage Homepage Logística Newsletter

Assinado acordo com motoristas que acaba com cargas e descargas não obrigatórias

Por a 6 de Dezembro de 2019 as 17:15
transporte

transporteFoi hoje subscrito, por quase duas dezenas de organizações, o acordo que visa agilizar e reduzir os tempos de espera nas operações de carga e descarga.

Esta era uma das reivindicações que estiveram na base das greves dos motoristas em abril e agosto deste ano. A cerimónia para assinatura do documento decorreu no Ministério das Infraestruturas e Habitação, em Lisboa.

Segundo o Governo, este entendimento tem também como finalidade “garantir a atribuição de condições mínimas de higiene e salubridade aos motoristas que no exercício da sua atividade se deslocam aos locais de carga e descarga das mercadorias e reconhecer a necessidade de ser cumprido o Acordo Coletivo de Trabalho em vigor no setor”, explica em comunicado.

O acordo foi assinado por associações de empregadores, estruturas sindicais e associações representativas do setor de transportes de mercadorias.

Citado pela Lusa, o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) destaca que esta iniciativa acaba com as cargas e descargas não obrigatórias ou “autónomas”. Este último caso acontece “em lojas em horário de encerramento”, explica.

O acordo determina que os destinatários das mercadorias tenham que pagar indeminizações, sempre que um motorista tenha que esperar mais de duas horas para realizar as cargas e descargas, avançou o Público. Os valores podem variar entre 12 euros e os 40 euros por hora, dependendo da capacidade do veículo e da longevidade da viagem.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *