Distribuição Homepage Newsletter

Turismo de compras em Portugal cresce 36% até agosto. Em Lisboa pode subir 25% só em outubro

Por a 4 de Outubro de 2019 as 13:17
Renato Lira Leite, managing director da Global Blue
Renato Lira Leite, managing director da Global Blue
Renato Lira Leite, managing director da Global Blue

Renato Lira Leite, managing director da Global Blue

O segmento de turismo de compras em Portugal cresceu 36% entre janeiro e agosto deste ano, face ao mesmo período de 2018, com a compra média a aumentar 13% para os 315 euros, revela Renato Leite, managing director da Global Blue.

A operadora de tax free shopping estima que as vendas em loja na zona de Lisboa aumentem em média 25% entre 1 e 10 de outubro – período que é visto como um dos mais altos do ano para a chegada de turistas chineses, que são os que mais gastam no país.

A época é designada de Golden Week e levou a Global Blue a preparar uma série de iniciativas focadas no consumidor chinês.

O turista chinês assume um valor médio de compra de 727 euros em Portugal, segundo dados dos primeiros nove meses do ano, o que representa um aumento de 9% face ao período homólogo anterior.

Neste sentido, a Global Blue preparou-se para receber, guiar e aconselhar os consumidores chineses ao longo das lojas da Avenida da Liberdade, principal artéria de compras da capital.

Desde 30 de setembro que está instalada uma rede de mupis na avenida. Estão também a ser distribuídas guias de compras nas principais artérias e nos hotéis mais frequentados pelos turistas chineses. Além disso, no terreno estão promotoras fluentes em mandarim para interagirem com os turistas. 

Para o online, a Global Blue desenvolveu uma campanha no Wechat, “plataforma que é utilizada por 79% dos chineses”, explica. Trata-se do WechatShake, “uma funcionalidade que permite interagir com os utilizadores num ambiente virtual e físico, muito familiar ao utilizador chinês, através de tecnologia iBeacon e QR Code, e que dá às marcas a possibilidade de criarem dinâmicas de drive-to-store muito apelativas. Por exemplo, através do envio de vouchers para desconto nas lojas”.

As iniciativas foram desenvolvidas em conjunto com as marcas aderentes e têm dois objetivos, sustenta Renato Leite. “Um de longo prazo, que é o de promover Lisboa como destino de compras, tornando os chineses em potenciais embaixadores do nosso país (…) Por outro lado, numa perspetiva de mais curto prazo, tirar partido da presença de um maior número de turistas chineses em Lisboa durante este período e dinamizar as vendas nas lojas parceiras”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *