Destaque Homepage Distribuição Homepage Newsletter

Volume de negócios dos serviços desacelera no segundo trimestre

Por a 21 de Agosto de 2019 as 10:56
woman with smartphone buying food at supermarket

woman with smartphone buying food at supermarketO índice de volume de negócios nos serviços, que inclui as vendas a retalho, desacelerou entre março e junho, face à evolução observada em fevereiro, revela o relatório divulgado esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Nos últimos três meses, o volume de negócios dos serviços regista variações de 3,5%, 2,5% e 1,3%, respetivamente.

Ainda assim, o indicador de atividade económica em Portugal estabilizou em junho, pondo fim ao ciclo de quedas registadas entre fevereiro e maio.

O indicador de confiança dos consumidores no comércio apresenta também uma evolução positiva, em julho, após uma estabilização no mês antecedente. Quanto aos serviços, a confiança diminuiu.

A produção da indústria regista nos últimos 12 meses taxas de variação homóloga negativas. Considerando apenas a indústria transformadora, observou-se uma diminuição homóloga de 1% em junho.

Os resultados culminam numa ligeira diminuição do indicador de clima económico, disponível até julho.

O Produto Interno Bruto (PIB) português regista no segundo trimestre do ano uma variação homóloga de 1,8%, em volume, segundo a estimativa rápida do INE. A evolução foi idêntica à registada nos primeiros três meses do ano. 

No conjunto dos países da zona euro, o PIB registou uma variação homóloga de 1,1% no segundo trimestre. Por sua vez, o indicador de confiança dos consumidores europeus aumentou e o indicador de sentimento económico diminuiu.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *