Homepage Newsletter Ponto de Venda

Venda de Jerricans atinge níveis históricos à “boleia” de camionistas

Por a 9 de Agosto de 2019 as 19:07
transporte_camiao-300x239

transporte_camiao-300x239Estão na rua, nas bombas de gasolina, nas imagens de televisão e das redes sociais. Até há partilhas de imagens em grupos de Whatsapp. Mas, das lojas, fugiram. A perspetiva de haver uma greve de camionistas, na segunda-feira, está a levar a um afluxo anormal de pessoas às lojas para a compra de jerricans.

Em Portimão, distrito de Faro, como conta a Lusa, uma funcionária de uma loja de acessórios de automóveis diz que a corrida à compra de jerricans “tem sido uma loucura”. “Até aqueles que tínhamos em exposição foram vendidos”, revelou à agência noticiosa a funcionária da loja algarvia.

Segundo a Lusa, que contatou vários comerciantes, várias lojas do País esgotaram o stock de jerricans.

Na mesma loja de Portimão, desde o início de agosto, as vendas dispararam. Contas arredondadas, a média de jerricans vendidos é de três a quatro por pessoa.

Não há teoria de gestão de stocks que acuda um cenário destes, porque em Braga, conta ainda a Lusa, já não há jerricans disponíveis. “O aumento da procura começou há cerca de 15 dias e neste momento está totalmente esgotado”, refere uma funcionária de uma loja bracarense, citada pela Lusa.

Na cidade do Porto, o mesmo cenário. A Lusa recolheu dados que indicam que, entre 1 de julho e 9 de agosto, foram vendidos 16 mil jerricãs, uma subida homóloga de mais nove mil jerricans. Se estamos perante níveis históricos? É muito muito possível.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *