Homepage Logística Newsletter

Setor dos transportes vai priorizar eficiência energética em 2019

Por a 21 de Janeiro de 2019 as 12:39
transporte

transporteAs empresas de transporte têm procurado cada vez mais serviços que permitam a redução de custos e o aumento da competitividade e, por isso, a ANTRAM considera que a preocupação com a eficiência energética será um dos maiores focos estratégicos das empresas este ano.

“O ano de 2019 ficará marcado por uma aposta na implementação de sistemas, processos e procedimentos que, acompanhados por uma melhor preparação dos colaboradores em competências comportamentais e operacionais, permitem a redução dos consumos energéticos dos veículos e a diminuição da sinistralidade rodoviária”, indica a associação em comunicado.

Para dar resposta a estas necessidades, a ANTRAM lançou o curso de “Condução Eficiente”, que inclui “técnicas de condução defensiva, económica e ambiental e se distingue pela monitorização dos comportamentos de condução. Uma análise detalhada do perfil individual de condução em contexto real de trabalho, com a ajuda de um equipamento eletrónico de análise que emite relatórios individuais por sessão, permite medir parâmetros essenciais, como tempo de percurso, consumo médio e estilos de condução. O acompanhamento na mudança de comportamentos e o alerta para técnicas de condução mais eficientes e seguras permitem uma redução significativa e sustentável do consumo de combustível”, sustenta.

As empresas consumidoras de mais de 550 mil litros de gasóleo por ano estão obrigadas a realizar uma auditoria energética e planos de racionalização de consumos de energia, que estabeleçam metas de redução de consumos por períodos de três anos.

Novo Contrato Coletivo de Trabalho

Outra das formações dinamizadas em 2019 pela ANTRAM enquadra-se nas alterações previstas no novo Contrato Coletivo de Trabalho do setor. Segundo o mesmo, as entidades empregadoras obrigam-se a suportar os custos de manutenção das certificações legais de acesso à profissão dos seus trabalhadores, como é o caso da renovação do Certificado de Aptidão para Motorista (CAM) e, ainda, da formação para o transporte de mercadorias perigosas (ADR).

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *