Distribuição FMCG Homepage Newsletter

Chocolates da Imperial faturam mais 5 milhões de euros em 2017

Por a 18 de Janeiro de 2018 as 18:07
Imperial_choc_CEO

A Imperial fechou o último ano com uma faturação de 33 milhões de euros, uma subida de cinco milhões de euros face às vendas de 28 milhões de euros registadas em 2016.

Resultado um pouco abaixo das previsões de “34 milhões de euros”, como indicou em novembro a CEO da produtora portuguesa de chocolates, em entrevista ao HIPERSUPER (pode ler aqui – premium), mas que evidencia um ritmo positivo, de crescimento, para a produtora de marcas como Regina, Jubileu, Pintarolas , Canderel e Pantagruel.

Em 2017, ano em que comemorou 85 anos, a Imperial inaugurou uma nova unidade fabril, para produção de drageias com vista ao reforço das exportações. Um investimento de seis milhões de euros que permitiu expandir a capacidade produtiva do complexo industrial da fornecedora, em Vila do Conde, composto agora por três fábricas.

“A nova unidade fabril tem uma capacidade de produção de três mil toneladas de chocolate por ano, em laboração contínua”, disse Ao HIPERSUPER Manuela Tavares de Sousa, Chief Executive Officer (CEO)  da Imperial. A nova unidade fabril irá produzir “para os países europeus, para a Ásia/Pacífico e Médio Oriente”.

Na última década, a empresa investiu “mais de 20 milhões de euros no desenvolvimento das suas estruturas, equipamentos, tecnologias e processos”.

A Imperial exporta para cerca de 50 países, que representam cerca de 30% do volume de negócios da empresa. O mercado europeu é responsável pela grande maioria das exportações, seguindo-se África (26%), América (10%) e Ásia (6%).

Em média, durante o ano, a Imperial produz 20 toneladas de chocolate por dia. Este número aumenta para 25 toneladas durante o período da Páscoa e Natal, principais épocas de vendas para a empresa.

Segundo dados da CEO, o setor do chocolate vale cerca de 215 milhões de euros em Portugal e estima-se que esteja perto dos 100 mil milhões de euros a nível global.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *