Homepage Logística Newsletter

EspaçoTrans, Warelog, Kartel e Friopuerto instalam novos centros logísticos no Porto de Leixões

Por a 27 de Novembro de 2017 as 13:25
Porto-de-leixões

Foram inaugurados este fim-de-semana quatro novos centros de operação na Plataforma de Logística do Porto de Leixões. Ana Paula Vitorino, Ministra do Mar, descerrou na tarde de sábado, dia 25 de novembro, a placa do novo Entreposto Aduaneiro da EspaçoTrans, empresa participada do grupo nacional de transporte Luís Simões, instalado no Pólo 2 da Plataforma Logística daquele Porto. Já no Pólo 1 da infraestrutura inauguraram o Centro de Operações Logísticas da Warelog e os Entrepostos Frigoríficos da Kartel e da Friopuerto.

Estas juntam-se assim às várias empresas que se encontram instaladas e em fase de instalação na Plataforma Logística inaugurada em julho de 2015 em Leixões pela Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

Neste momento, a APDL está a preparar um concurso público para concessão da atividade de exploração da Plataforma Logística de Leixões. Neste contexto, pretende “promover a conclusão do investimento em infraestruturas incumbindo aos privados o investimento em superestruturas, nomeadamente armazéns”.

Até ao momento, a administração já investiu 106 milhões de euros na Plataforma que supõe um investimento global de 176 milhões de euros. Está previsto para os próximos três anos uma injeção de 13,6 milhões de euros no porto nortenho, direcionados à infraestruturação da área sul do Pólo 2 da Plataforma Logística.

Agora com uma ocupação superior a 38%, o Pólo 1 da Plataforma conta com uma área total de 31 hectares, 9,1 dos quais dizem respeito à área de construção na qual se incluem os serviços de apoio às empresas e aos veículos, situados a dois km de distância do Porto de Leixões.

Por outro lado, o Pólo 2 fica com uma taxa de ocupação de 47%. Este segundo pólo estende-se por uma área total de 35 hectares, a qual engloba a área de construção de 8,6 hectares e confere ligação ao terminal intermodal ferroviário (a relocalizar nas antigas instalações da EMEF), encontrando-se a uma distância de três km do Porto de Leixões.

O Porto de Leixões movimentou nos primeiros nove meses do ano cerca de 14,6 milhões de toneladas de mercadorias, o que representa um crescimento de 7% face ao período homólogo anterior e um novo recorde para o porto.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *