Homepage Newsletter Produção

Huawei quer democratizar Inteligência Artifical em smartphones com novo Kirin 970

Por a 4 de Setembro de 2017 as 17:44
Richard Yu, CEO Huawei Consumer Business Group
Richard Yu, CEO Huawei Consumer Business Group

A Huawei apresentou na feira de tecnologia IFA 2017, que decorre até dia 6 de setembro em Berlim (Alemanha), o chipset Kirin 970, com o qual a marca pretende trazer experiências de Inteligência Artificial (IA) para o quotidiano dos consumidores, potenciando as interações com os dispositivos móveis.

O processador representa a primeira plataforma móvel de computação IA da Huawei Consumer Business Group e conta com uma Unidade de Processamento Neural dedicada (NPU).

Richard Yu, CEO (chief executive officer) do grupo, anunciou durante a apresentação no passado sábado que este é o “primeiro de uma série de novos avanços com recursos poderosos de IA para os dispositivos da marca, que vão ajudar a ultrapassar a concorrência”.

Após “anos de desenvolvimento”, o Kirin 970 combina as potencialidades da “cloud” com a velocidade e a capacidade de resposta do processamento de IA. Desta forma, a marca pretende tornar os dispositivos móveis mais rápidos na deteção das necessidades de cada utilizador e oferecer serviços mais personalizados.

“O Kirin 970 pode executar as mesmas tarefas de computação IA mais rapidamente e com muito menos energia. Num teste de reconhecimento de imagem de referência, processou duas mil imagens por minuto. O que o torna mais rápido do que os outros chips no mercado”.

A tecnológica está a posicionar o chipset como uma plataforma aberta para a IA móvel, estando disponível para programadores e parceiros que queiram encontrar novas utilizações para as suas capacidades de processamento.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *