Homepage Newsletter Opinião

Indústria Têxtil e Vestuário 4.0., por José Miguel Lopes (INFOS)

Por a 5 de Abril de 2017 as 10:46
José Miguel Lopes_Infos

Por José Miguel Lopes, Commercial Director INFOS

A utilização das novas tecnologias e a sua integração com os processos de produção industrial estão hoje a criar a Indústria Inteligente, orientada para o aumento da rapidez e volume de produção, a qualidade, a diversificação dos produtos, a inovação, a redução de custos e a globalização dos mercados, onde se conjugam de forma uniforme o conhecimento, o software, os equipamentos, as máquinas e os seres humanos.

Na Indústria Têxtil e Vestuário (ITV), induzida por tendências (de design, produtos e técnicos) em constante mutação, a capacidade de responder às expectativas de cada cliente obriga à constante procura de melhorar a eficiência e aumentar a rentabilidade de forma a fortalecer a obrigatória competitividade das empresas deste setor.

Nesta nova era industrial em que vivemos, as empresas necessitam de se concentrar no desenvolvimento de plataformas tecnológicas e em novos modelos organizacionais e operacionais, levando à natural mas inevitável entrada das Tecnologias de Informação (TI) no chão de fábrica e a sua generalização por todos os processos de gestão da empresa.

Assim, e no contexto atual, as empresas deverão transformar-se em elementos ativos do ecossistema tecnológico, incorporando em cada realidade o conhecimento externo necessário ao desenvolvimento de soluções que fomentem a conectividade dos equipamentos, a análise de dados e o desenvolvimento de plataformas de apoio à gestão.

Com a materialização desta necessária evolução, cada organização vê a sua capacidade de agrupar e gerir os seus serviços e produtos, de uma forma consistente e sustentada, substituindo o modelo cada vez mais ultrapassado de vender grandes quantidades de um produto ganhando a capacidade para personalizar e produzir à medida de cada cliente, permitindo personalizar a otimização de ativos; a gestão de desempenho preditivo para projetos e para equipamentos das diferentes áreas produtivas. Com esta abordagem, a amplitude e o valor dos serviços prestados pela ITV melhoram a retenção de clientes e levam a compromissos comerciais mais profundos e lucrativos.

Os equipamentos conectados serão a espinha dorsal da indústria num futuro próximo e a ITV terá de descobrir como gerir os dados provenientes de uma avalanche de sensores, equipamentos e plataformas integradas e sistemas de processamento de informações mais rápidos.

À medida que as operações da empresa se tornaram mais complexas, expandindo-se para novos mercados globais e linhas de produtos, os antigos sistemas de Planeamento de Recursos Empresariais (ERP) destinados a impulsionar a eficiência e a coordenação, proliferaram numa massa emaranhada de redes. Muitas grandes indústrias têm diferentes sistemas de ERP – para não mencionar hardware e software independente da TI – criado para resolver problemas específicos rapidamente. Nesse cenário, é difícil para a TI responder rapidamente ou adequadamente às exigências dos negócios e do mercado e implementar soluções digitais que sejam adaptadas à tomada de decisão.

Com as novas soluções disponíveis no mercado, desenvolvidas especificamente para os mercados Têxtil e Vestuário, o fluxo de dados combinados em tempo real e em rede, entre equipamentos industriais e sistemas logísticos, controlam o processo de produção de uma encomenda desde o momento em que dá entrada no sistema até à expedição da mesma.

Os dados são registados automaticamente no ERP permitindo identificar, avaliar vulnerabilidades e iniciar medidas para manter o risco a um nível mínimo aceitável tornando a empresa mais competitiva através do planeamento/alocação de recursos (matéria-prima, maquinaria, funcionários, horas, custo previsto), rastreio e ajustes, ao longo de todo o processo.

Ganhe eficiência no planeamento das ordens de produção em diferentes fábricas, secções ou unidades de negócio a partir de um único local e permita aos diversos responsáveis aceder a informação técnica, operacional, de performance e financeira:

– Informação unificada em tempo real de todos os departamentos da empresa

– Relatórios (Business Intelligence) para tomada de decisão informada

– Portal web para gerir subcontratados

– Planeamento e Controlo da Produção

– Planeamento das necessidades de capacidade

– Conversão de ordens planeadas para processo de produção

– Maior eficiência e controlo do Fecho da Encomenda (custo previsto/margem versus custo real)

– Controlo dos clientes mais rentáveis para a empresa

Reúna as condições que necessita para ser bem-sucedido: unificar a experiência do utilizador, conectar processos digitais, acompanhar o ritmo dos setores e objetivos das empresas, permitindo-lhe tirar o melhor partido dos seus recursos técnicos e humanos.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *