Data Center Destaque Homepage Homepage Newsletter

Análise comScore Portugal: Como o Regresso às Aulas impactou a audiência online

Por a 23 de Dezembro de 2016 as 12:57
Camila Fonseca, comScore Portugal
Camila Fonseca, comScore Portugal

Por Camilla Fonseca, Sales Director da comScore Portugal

Analisamos a categoria do retalho digital para tentar perceber se o regresso à rotina impactou a navegação online. De uma forma geral, não há grandes mudanças de agosto para setembro de 2016. Estariam os portugueses conectados durante as férias? Ou antecipavam as compras de equipamentos e artigos para os miúdos? Se calhar, sim, mas vê-se que houve impacto de facto para algumas audiências em específico.

O total de audiência no mês de setembro de 2016 em Portugal corresponde a 5.464.034 visitantes únicos, segundo o último ranking da comScore (MMX, Portugal, setembro 2016, 15+) a considerar apenas a medição de desktops. A categoria retalho em si alcançou 3.303.236 visitantes únicos (o que representa 60,5% de alcance na população digital portuguesa), mais de 183 milhões de páginas vistas e 16.572.204 visitas. A média de minutos por visita ficou em 6,7 e em média os visitantes fizeram cinco visitas cada um. O total de minutos também impressiona e ultrapassa a marca dos 111 milhões. Homens são a maioria em audiência (53,8%), porém as mulheres gastam mais minutos por visita: 7,4 em média versus 6,1 da média masculina.

Na categoria retalho, a subcategoria com mais destaque em visitantes únicos logicamente é de livros (Retail – Books), já que possivelmente nesta altura toda a gente está a comprar os materiais escolares. A subcategoria é a que abrange mais pessoas na categoria do retalho e, de agosto para setembro de 2016, ainda cresceu 10%. É uma divisão composta por gigantes do retalho, como a FNAC.PT, que se consolida com 423.314 visitantes únicos, nomeadamente o sítio campeão da subcategoria. De agosto para setembro de 2016, a propriedade cresceu 14%. Logo a seguir está a WOOK.PT, marca pertencente ao Grupo Porto Editora e que traz consigo a marca de 155.964 visitantes únicos e crescimento de 6%. O próprio site do grupo (PORTOEDITORA.PT) também aparece na quarta posição, com 68.570 visitantes únicos e o expressivo crescimento de 123% de agosto para setembro de 2016. Na média de minutos por visita, o sítio campeão na categoria é o BERTRAND.PT, que conquistou a marca de 5.1 minutos por visita em média. O retalhista conta com 41.073 visitantes únicos.

Uma outra subcategoria com crescimento expressivo em audiência foi a subcategoria de bilhetes (Retail – Tickets), que atingiu 29% de variação de visitantes únicos, muito influenciado pelo “Sapo.pt – Ticketline”*, com 67.299 visitantes únicos. Logo a seguir está o BOL.PT, com 30.310 visitantes únicos.

Imagem

Nesta altura os produtos eletrónicos também têm bastante procura.  A WORTEN.PT segue na liderança isolada da categoria, com um total de 361.611 visitantes únicos e com média diária de visitantes de 19.907. Em seguida está a RADIOPOPULAR.PT com 110.563 visitantes únicos e 5.745 visitantes diários em média. E, claro, pode-se considerar a FNAC na análise dos eletrónicos, já que a empresa é bem abrangente na sua oferta de produtos. A subcategoria Consumer Eletronics não teve crescimento de audiência em setembro de 2016 (-4%), mas vale lembrar que, de julho para agosto de 2016, a subcategoria já havia atingido 12% de crescimento.

Outra marca com crescimento em setembro de 2016 foi a STAPLES.PT, classificada na subcategoria de bens de consumo. A propriedade cresceu 12% e alcançou 119.700 visitantes únicos no mês. Cresceram também em média diária de visitantes (29%), total de minutos (87%), páginas vistas (75%) e total de visitas (28%). Ainda na onda do crescimento vemos o generalista PIXMANIA.PT, com 5% de crescimento em visitantes únicos, 49% de crescimento em total de minutos navegados, 28% em total de páginas vistas e 52% em média de minutos por visita.

Analisamos ainda os sites de vestuário (Retail – Apparel) e nota-se que a grande maioria das propriedades não beneficia pelo período. A alemã ADIDAS.COM, por exemplo, apresenta queda de 9% de agosto para setembro de 2016, mas se comparado ao ano passado (setembro de 2015 a setembro de 2016) a propriedade cresceu 647% em visitantes únicos. A VERTBAUDET.PT, empresa especializada em produtos para bebés e miúdos, também é um caso que, apesar de apresentar queda neste último mês (-14%), apresenta evolução positiva de um ano para cá (17%) com relação à mesma métrica. De agosto a setembro de 2016 a propriedade cresce ligeiramente quanto ao total de visitas (3%).

Por fim, ainda vale a pena falar da categoria de móveis para casa (Retail – Home Furnishing), pois teve alteração positiva. O IKEA.PT é o líder da categoria e apresentou 2% de crescimento em visitantes únicos, 6% de crescimento em média diária de visitantes, 18% de aumento em total de minutos, 7% em páginas vistas, 6% em visitas e 11% em média de minutos por visita.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *