Data Center Destaque Destaque Homepage FMCG Homepage Newsletter

Marcas da distribuição crescem acima das de fabricante pela primeira vez em mais de 3 anos

Por a 7 de Dezembro de 2016 as 15:45
retail

No mês de outubro, as vendas de bens de grande consumo em Portugal cresceram 4% face ao período homólogo, segundo o barómetro Scantrends da consultora Nielsen. Os resultados estão linha com últimos dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística, que apontam para uma variação homóloga de 3,7% das vendas a retalho no mês de outubro.

Esta é a primeira vez desde início de 2013 que as Marcas da Distribuição (MD) crescem acima das Marcas de Fabricante (MF), o que coincide com o aumento de vendas em promoção entre as MD. O barómetro da consultora indica que as MD cresceram 4,7%, entre 3 e 30 daquele mês, enquanto as MF observam uma subida de 3,7% em vendas.

Ao longo deste ano, as vendas de bens de grande consumo somam já um total de 7071 milhões de euros, uma evolução de 2,2% face ao valor registado em 2015 até final de outubro. As MD apresentam uma quota de mercado, em valor, de 33,3%.

Na categoria de alimentação, cujas vendas subiram na quadrisemana analisada 3,2% face ao período homólogo anteriror, nota-se a dinâmica de maior crescimento das MD (4,4%) em relação às MF (2,4%). O que também já não se regista há “um longo período de tempo”.

As bebidas assinalam, mais uma vez, a categoria que mais cresce (8,5%), sendo a única que em outubro não verifica vendas mais favoráveis às MD (4,5%)  face às MF (9,4%).

Na higiene do lar, as vendas cresceram 4,7% na quadrisemana, com a MD a verificarem o maior crescimento desde o início do ano (5,1% face a 4,5% para as MF). Também nos produtos de higiene pessoal, que foram 2% mais vendidos este mês face ao período homólogo, as MD apresentam a maior subida do ano (7% face a 0,4% das MF).

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *