Homepage Newsletter Ponto de Venda

Três perguntas a… Jonas Nwuke, IBM Watson Plataform Manager

Por a 3 de Novembro de 2016 as 12:53
Jonas Pic_high res

Três perguntas a…

Jonas Nwuke, IBM Watson Plataform Manager

No âmbito da parceria entre a IBM e a cadeia norte-americana de grandes armazéns Macy’s, que deu origem à aplicação de assistência em loja “Macy’s on Call” , a partir das capacidades cognitivas da Watson, o HIPERSUPER entrevistou o gestor da plataforma para perceber que potencialidades traz para os retalhistas.

Quais as principais vantagens da IBM Watson para os negócios de retalho?

Para permanecerem competitivos, os retalhistas têm que procurar novas ideias e abordagens que ajudem a elevar o serviço ao consumidor e fornecer um novo tipo de fidelização e personalização aos clientes. Os retalhistas conseguem transformar dados em informações relevantes para tornar a compra mais intuitiva, informada e agradável para o cliente. Isto inclui, no caso da Macy’s, ajudar os consumidores a avaliarem as decisões de compra, a localizarem produtos e serviços, assim como a percorrerem as instalações, enquanto fazem compras numa loja física.

Como a Watson pode impulsionar a produtividade e eficiência das lojas?

Sistemas cognitivos como a Watson aumentam a inteligência humana, trabalhando lado a lado com os seres humanos para melhorar a tomada de decisão. Consequentemente, a Macy’s On Call vai aumentar o valor dos colaboradores das lojas, possibilitando que se foquem em interações mais significativas com os clientes de forma a oferecer um serviço de melhor qualidade para uma maior quantidade de consumidores.

Em que setores da indústria esta tecnologia tem mais aplicações?

Centenas de clientes e parceiros, ao longo dos vários continentes, utilizam ativamente a Watson em dezenas de indústrias, incluindo saúde, serviços financeiros, viagens, brinquedos educativos e serviços jurídicos. Por exemplo, a ROSS Intelligence Inc. desenvolveu o ROSS, uma aplicação de aconselhamento jurídico para advogados, alimentada pela Watson. Os utilizadores podem colocar questões na sua língua nativa e obter respostas rapidamente – com base em evidências empíricas – para tomar melhores decisões e agilizar o demorado processo de pesquisa jurídica. Na indústria de viagens, o WayBlazer – empresa de pesquisa de viagens – está a aplicar o poder da computação cognitiva para redefinir a forma como os consumidores planeiam, personalizam e compram as viagens. O motor de busca “WayBlazer’s Discovery” utiliza a tecnologia para absorver grandes quantidades de dados, enquanto articula localmente ofertas e preferências com dados sociais, culturais e económicos para fornecer recomendações personalizadas a cada consumidor. Acreditamos que, no futuro, todas as decisões críticas serão informadas por sistemas cognitivos.

Saiba mais sobre a ferramenta Macy’s on Call aqui.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *