Data Center Homepage Newsletter

Seniores portugueses são na Europa os mais preocupados com ambiente na hora de comprar

Por a 13 de Outubro de 2016 as 15:30
image002(2)
Preço, qualidade e fator ambiental e de consumo de energia são os três principais critérios de compra dos consumidores seniores portugueses, segundo dados do Observador Cetelem.

No momento de adquirir um novo produto, como um eletrodoméstico, mobiliário ou equipamentos eletrónicos, os portugueses com mais de 50 anos consideram sobretudo o preço, fator apontado por 87% dos inquiridos no estudo do Obsevador Cetelem. Seguem-se os critérios de qualidade, que pesa na consideração de compra de 62% dos seniores nacionais e o fator ecológico, indicado por 53%.

Os seniores portugueses são, a nível europeu, os mais preocupados com a questão da ecologia. A média europeia mostra que este critério pesa nas escolhas de compra de 31%. Os seniores europeus colocam o ambiente como quinto critério de compra após o preço, a qualidade, a funcionalidade e as promoções.

Na opinião dos seniores portugueses, a funcionalidade do produto é o quarto critério de compra principal (48%), seguido pela segurança (39%) e só então pelas promoções (36%), que para os restantes europeus ocupam o quarto lugar. Outros critérios de compra incluem a marca (25%), a inovação tecnológica (19%), as condições de instalação (17%) e o design (14%).

No momento de compra, o que menos condiciona a decisão dos seniores portugueses é o país de origem do produto (10%), as condições de entrega (10%), os conselhos de familiares e amigos (10%), os comentários de outros utilizadores (8%) e os conselhos dos vendedores (6%).

Os consumidores portugueses da faixa etária analisada são os mais ecológicos no momento de compra e os que maior importância atribuem às características do produto que podem influenciar o ambiente e o consumo de energia na Europa. Este critério influencia também a decisão de compra de 42% dos descendentes dos seniores portugueses, para quem o impacto ambiental dos produtos adquiridos surge apenas em quarto lugar, após o preço (88%), a qualidade (69%) e a funcionalidade/características técnicas (55%) do produto.

À semelhança dos seniores portugueses, são os húngaros e os espanhóis (42% em ambos os casos) que atribuem mais relevância ao ambiente e à ecologia na hora da compra.

Para este estudo foram inquiridos 10 673 europeus com amostras de pelo menos 800 indivíduos por país, dos quais pelo menos 275 com idades entre os 50 e os 75 anos. O inquérito, feito através da internet, realizou-se em 13 países (Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Itália, Portugal, Reino Unido, Hungria, Polónia, República Checa, Eslováquia e Roménia), entre 2 de novembro e 4 de dezembro de 2015.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *