Destaque Destaque Homepage Distribuição Homepage Newsletter

Os empresários ligados ao retalho mais influentes no mundo financeiro

Por a 26 de Setembro de 2016 as 12:57
Jeff Bezos, fundador da Amazon
Jeff Bezos, fundador da Amazon

A lista das “50 pessoas mais influentes no mundo das finanças”, publicada na última semana pela Bloomberg, revela que Jeff Bezos é a personalidade ligada ao retalho com maior influência na economia mundial.

O fundador e CEO (chief executive officer) da Amazon é a quinta pessoa com maior influência no mundo das finanças, segundo a lista da publicação norte-americana, encabeçada pela primeira-ministra britânica Theresa May, que assumiu a governação do País na sequência do “Brexit”. Em segunda e terceira posições encontram-se, respetivamente, os candidatos à Casa Branca Donald Trump e Hillary Clinton. O presidente da China Xi Jinping figura no quarto lugar da lista.

Jeff Bezos surge como a primeira personalidade ligada ao retalho e à indústria de grande consumo com maior influência no mundo financeiro. O líder da gigante norte-americana do comércio eletrónico ultrapassou este ano Warren Buffet no terceiro lugar da lista dos homens mais ricos do mundo elaborada pela mesma publicação, que avalia a riqueza do fundador da Amazon em 68 mil milhões de dólares (cerca de 60 mil milhões de euros).

“A influência de Bezos é evidente visto os movimentos que os seus rivais estão a fazer. A Walmart, que detém cerca de quatro vezes a receita da Amazon (e um valor de mercado um terço menor), está a gastar 3,3 mil milhões de dólares [2,9 mil milhões de euros] na compra da Jet.com”, uma startup cujo lucro está muito longe do gerado pela Amazon mas que no futuro pode vir a competir com a gigante do ecommerce, explica a publicação norte-americana na sua lista. “Alibaba introduziu a sua própria versão do Amazon Web Services, a divisão de ‘cloud’ que é neste momento a empresa nos Estados Unidos que apresenta o crescimento mais rápido e a unidade mais lucrativa”. A Bloomberg acentua ainda o plano da Amazon, que está a investir na própria frota de aviões e drones para entregas, aumentando a concorrência com empresas como a FedEx e a UPS.

Bezos segue à frente de Angela Merkel e Mario Draghi, que ocupam os respetivos sexto e sétimo lugares.

Na nona posição encontra-se o segundo nome ligado à indústria de grande consumo: Warren Buffett, líder da multinacional norte-americana Berkshire Hathaway, “holding” de várias empresas ligadas à produção, restauração e retalho, além de deter uma parte da Kraft Heinz, dona de marcas como Heinz ou Philadelphia. Considerado um investidor de sucesso, Buffett realizou este ano mais de uma dúzia de aquisições para a Berkshire Hathaway, como um negócio dinamarquês ligado à produção de equipamentos para a indústria de aves e um retalhista online de jóias de Boston. Durante o segundo trimestre, a Berkshire aumentou a participação na Apple em 55%.

Na 17ª posição encontra-se o terceiro indivíduo ligado ao retalho com mais influência no mundo finaceiro: Jack Ma, fundador e presidente da concorrente chinesa da empresa de Jeff Bezos. “A Goldman Schs estima que o serviço de ‘cloud’ da Alibaba pode estar a crescer 5 mil milhões de dólares (4,4 mil milhões de euros) por ano em 2019, colocando a empresa logo atrás da Amazon”, explica a publicação.

Estes são os três empresários ligados ao retalho e ao grande consumo mais influentes no mundo financeiro. A lista engloba ainda personalidades como o juiz federal brasileiro Sérgio Moro (10º), Elon Musk, co-fundador e CEO da Tesla Motores (11º), o presidente russo Vladimir Putin (30º), Ruth Porat, CEO da holding da Google Alphabet (38º) e Mark Zuckerberg, o criador do Facebook (39º).

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *