Data Center Homepage Newsletter

Os cinco perfis de empreendedores da geração “millenials”

Por a 8 de Setembro de 2016 as 18:47
startup

A empresa de gestão financeira Sage analisou os comportamentos dos empreendedores da geração millenials em todo o mundo. O estudo “Walk With Me” resultou numa compilação de cinco perfis que os millenials assumem no local de trabalho. Os perfiis mais recorrentes entre os jovens empresários portugueses são “os realistas” e  “os planificadores”.

“Os empresários millennials desempenham um papel importante na economia startup e estão a moldar os locais de trabalho atuais a um grande ritmo,” explica Stephen Kelly, CEO da Sage.

1-      Os planificadores

Segundo o estudo da Sage, 66% dos empreendedores homens da geração millenials e 33% das mulheres são “metódicos na abordagem ao trabalho”, planificando com cautela o caminho para o seucesso. Contam com a tecnologia paga para assegurar que se mantém á frente da concorrência e para chegar aos consumidores, embora valorizem mais as pessoas que a tecnologia. Nigéria, África do Sul e Canadá são as regiões do globo abrangidas pelo estudo onde mais se destaca este tipo de comportamento, embora este é um perfil “comum entre os jovens empresários portugueses”.

2-      Os tecnológicos

Estes empresários acreditam “fortemente” nas suas capacidades para rastrear os seus atuais e futuros clientes e na qualidade da tecnologia gratuita. Não conseguem ficar de braços cruzados e valorizam mais a tecnologia que as pessoas para o funcionamento do negócio. Para estes, as redes sociais são fundamentais para alcançar o sucesso. “Anseiam por partilhar as suas ideias com o mundo”.

O estudo verificou que 53% dos empresários homens e 47% das mulheres da geração millenials se encaixa neste tipo de personalidade, que são mais comuns na “África do Sul, EUA e Canadá”.

3-      Os exploradores

Para estes, ter uma imagem moderna é de “extrema importância porque deixa um legado que todos irão recordar”, indica o estudo. Apesar de adorarem tecnologia e confiarem na mesma para networking, não a consideram crucial para o sucesso do negócio. “Acreditam ser criativos o suficiente para não ter que depender da tecnologia para o sucesso”. Para este perfil de empresário, mais comum no Brasil, Austrália e Singapura, o mais importante são os lucros, acima dos valores sociais e pessoais. “Acima de tudo, querem ser famosos”. 67% dos millenials com este perfil são homens e 33% são empresárias.

4-      Os realistas

“Extremamente criativos. Confiam na tecnologia de preferência a gratuita”. Alternam entre o instinto e as abordagens mais metódicas no trabalho e preferem fazer negócios no mundo real do que no mundo virtual. “Escolhem a vida sobre o trabalho, mas orgulham-se de trabalhar muito bem e acreditam fortemente no poder das pessoas”. Pretendem fazer crescer o negócio, desde que continuem a trabalhar para si próprios.

Este perfil é mais comum entre os jovens empresários em Portugal, Alemanha e Espanha. 65% de homens millenials demonstram este perfil contra 34% das mulheres.

5-    Os aventureiros

Sempre em busca do próximo desafio, estes jovens empresários não se preocupam com as aparências. Procuram formas mais sociais de trabalhar e trabalham melhor quando estão rodeados de pessoas. Acreditam que o impacto social é sobrevalorizado e trabalham para manter os colaboradores felizes. Não se preocupam com a evolução da tecnologia e dizem que seriam capazes de gerir a sua empresa com a tecnologia existente há 20 anos atrás.

Este universo divide-se entre 72% de homens e 28% de mulheres. A personalidade aventureira é mais comum nos empresários na Suíça, Bélgica e Polónia. As suas ambições passam por “ser rico rapidamente e reformar-se cedo”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *