Destaque Destaque Homepage Homepage Newsletter Opinião

Como será o setor alimentar em 25 anos? 10 pontos-chave do futuro da alimentação

Por a 18 de Julho de 2016 as 10:51
Antonio CEO Loop

Por António Flores, CEO da Loop

Como serão os supermercados do futuro? Onde compraremos os alimentos e com que frequência? Como resumo de uma jornada estratégica realizada no Strategic Reflection Center da Loop em Lisboa com os principais atores do sector do grande consumo, António Flores, CEO da Loop, fala de 10 pontos-chave para se entender como será o setor da alimentação dentro de 25 anos.

1. Menos cadeias de supermercados
Mais concentradas e divididas por filosofia de consumo e por segmento de atividade: ou distribuirão marcas de fabricante ou serão exclusivas de MDD (marcas de distribuidor).

2. Discriminação pelo modo de compra
A compra programada mensal, a de reposição semanal ou diária coabitará com o impulso ou a improvisação.

3. A multicanalidade será híbrida
E não apenas on ou off, a compra presencial contará com uma grande especificação online.

4. Os dispositivos, em especial os smartphones, estarão conectados com os eletrodomésticos
E também com os produtos, para poderem manter vivas e dinâmicas as distintas listas e modos de compra.

5. As marcas lutarão por gerir um orçamento familiar  previamente atribuído e as margens serão muito estreitas
A concorrência e a diferenciação estarão ligadas à filosofia de consumo que represente a marca.

6. Margem da distribuição mais oportunista
A compra de reposição e/ou de impulso, contará com maior margem para a distribuição e com frequências mais curtas, menos planificadas e mais presenciais.

7. Produtos mais híbridos entre animal e vegetal
A matéria-prima base (ex: carne ou peixe) terá menor presença no seu estado natural e será mais processada ou reconstruída, de tal forma que possamos alargar a proteína animal a outros vegetais. A escassez da proteína animal será uma referência de consumo.

8. O packaging perde relevância na decisão de compra em favor do granel e das sku’s
O packaging reduzirá a sua presença comercial para ocupar uma secção mais técnica eliminando ao mínimo a expressão da sua contaminação visual. Serão fomentados os graneis e as skus (stock-keeping unit) adaptadas a cada unidade de consumidor.

9. Aumento do consumo de produtos frescos de época
Seguramente reduzindo muito a cadeia de intermediação, penalizando os consumos de produtos fora da época geográfica.

10. A realidade aumentada será a grande ferramenta da rastreabilidade
E um claro captador e fidelizador de vendas e clientes: A rastreabilidade será a porta de entrada aos intangíveis sociais dos produtos aqueles aspetos que vão para lá das características e propriedades diretas do produto e que têm a ver com o ambiente, com o ecossistema e como o bem comum.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *