Homepage Newsletter Opinião

Omnichannel. Os requisitos para uma venda mais eficaz, por Carlos López (Checkpoint)

Por a 19 de Maio de 2015 as 9:58
Carlos L II

Carlos Lopez_checkpointPor Carlos López, Diretor de Vendas de Têxtil e RFID para o Sul da Europa da Checkpoint Systems

A vanguarda da venda a retalho encontra, nos tempos que correm, uma plataforma de contato com os clientes que representa um papel cada vez mais premente no lucro das empresas: o omnichannel.

Capaz de compreender canais de venda e marketing altamente direcionados, o omnichannel possui um conjunto de regras ou princípios básicos, que, a serem acompanhados, permitem ao comerciante uma operação eficaz.

Assim sendo, a relevância da informação que se veicula nesta plataforma apresenta-se como a base de um bom funcionamento e eficácia. Ser capaz de oferecer informação relevante (incluindo informação de stocks), nos canais adequados, e que respondam às necessidades dos clientes – e por vezes de forma totalmente personalizada – é um ponto de partida essencial que demonstra a necessidade das plataformas multicanal.

Por outro lado, o omnichannel é também um veículo importante para compreender os sistemas de reabastecimento das lojas/armazéns, dando aos comerciantes a capacidade de compreender automaticamente falhas e reabastecer os artigos que mais rapidamente saem das prateleiras e armazéns.

O omnichannel também exige uma aos retalhistas uma capacidade fundamental: a de dar resposta o mais exata possível aos clientes. Tal como em loja, no online é fundamental que o cliente possa receber os seus artigos até na própria loja à escolha – mantendo assim um contacto com o vendedor e não perdendo o cariz pessoal que se lhe apresenta na hora da compra.

Ao mesmo tempo, esta característica de permitir um contacto com o cliente através da recolha dos artigos em loja é também o que possibilita que seja possível dar resposta ao consumidor das suas responsabilidades fiscais, isto é, dar-lhe conta dos custos inerentes à aquisição dos artigos em tempo real e de forma verdadeira.

Por fim, e porque a compra contempla também a capacidade de assegurar a devolução em caso de que o cliente não fique satisfeito, o omnichannel permite ao retalhista que, em caso de devolução, a peça seja recolhida e posicionada para posterior venda de forma rápida e eficaz, possibilitando a não perda de vendas/lucros.

De um modo geral, o omnichannel apresenta-se assim como uma plataforma completa e linear que permite ligar retalhistas e consumidores de forma muito eficaz: permite direcionar informação relevante, assegurar o reabastecimento e controlo de stocks, dar resposta às possibilidades de recolha e até devolução dos artigos, e, simultaneamente, manter os direitos e deveres fiscais e de pagamento inerentes ao consumo.

*Texto escrito de acordo com o novo acordo ortográfico

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *