Destaque Distribuição Homepage Newsletter

Dona da Jerónimo Martins vende totalidade do capital a subsidiária holandesa

Por a 2 de Janeiro de 2012 as 18:23

A Jerónimo Martins, dona dos supermercados Pingo Doce, anunciou que a sociedade Francisco Manuel dos Santos vendeu a totalidade do capital que detinha no grupo à sua subsidiária na Holanda, mas mantém os direitos de voto.

 

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo informa que “no passado dia 30 de Dezembro de 2011 a sociedade Francisco Manuel dos Santos SGPS vendeu à sociedade Francisco Manuel dos Santos B.V. (subsidiária), que comprou àquela, 353.260.814 acções da sociedade aberta Jerónimo Martins SGPS, representativas de 56,136 por cento do capital social e 56,213 por cento dos respectivos direitos de voto”.

 

Assim, a sociedade Francisco Manuel dos Santos SGPS “deixou de ser titular de qualquer acção da sociedade aberta Jerónimo Martins SGPS”.

 

 

11 comentários

  1. G Palma

    4 de Janeiro de 2012 at 19:44

    Sejamos patriotas e deixemos de comprar no pingo doce! Assim tiramos da ideia futuras transferências de sedes para o exterior por parte de outras empresas!!!!

  2. Pedro Martins

    4 de Janeiro de 2012 at 14:38

    Era saudável que o Consenho dos Notáveis participasse mais nestes “fórums”, uma vez que são profissionais do sector.
    Cumprimentos,

  3. jose

    3 de Janeiro de 2012 at 19:40

    No que depender de mim nem mais um centimo gasto nas empresas desses “sanguesugas”

  4. Ricardo Rodrigues

    3 de Janeiro de 2012 at 17:42

    Com a pergunta “De que vale a pena pagar impostos neste país?”…estava apenas a ser irónico.
    Só queria expressar a ideia, de que o Grupo Jerónimo Martins, está muito longe de ser um problema do/no nosso país, muito pelo contrário…é antes um exemplo de que nos devemos orgulhar.
    Um grupo de origem e gestão portuguesa que tem tido sucesso a nível mundial…porque acaso já experimentaram avaliar o contributo que a Fundação do grupo tem dado?
    Um dos grandes problemas do país é assim a qualidade/corrupção dos nossos políticos.

  5. nuno

    3 de Janeiro de 2012 at 16:41

    Li num comentário anterior “De que vale a pena pagar impostos neste país?”…
    Penso que está tudo dito. Não paguemos impostos que assim a situação melhora… Fecham de vez as escolas e Hospitais publicos, as necesidades básicas (electricidade, água, rede de transportes, etc) deixam de funcionar ou de ser asseguradas, …., …
    Pretende-se desculpabilizar quem defende valores e ética na TV e nos Jornais e que na prática não o faz?

  6. Vitor

    3 de Janeiro de 2012 at 14:28

    O Pingo Doce não paga impostos a Recheio tambem não, não é novidade. Quando é que fazemos um boicote às médias/grandes superficies? acabaram com milhares de empregos e de familias…

  7. nuno

    3 de Janeiro de 2012 at 13:42

    Infelizmente a velha máxima “faz o que eu digo, não faças o que eu faço” aplica-se ao Sr. ASS… Passam o tempo a decretar “verdades” e na hora da verdade o exemplo que dão é tudo menos positivo…

  8. Ricardo Rodrigues

    3 de Janeiro de 2012 at 12:06

    Meus caros,
    Não vos percebo…parece que não vivem no mesmo país do que eu.

    1) De que vale a pena pagar impostos neste país? Têm acompanhado o retorno do investimento dos projectos onde os nossos político têm decidido investir o nosso dinheiro?

    2) “Os mais ricos sugam até onde é possível?”. Desde quando ser rico é crime. Não deviam antes ser mais específicos e dizer que o trio (políticos /banca / construtoras) sugaram até que foi possível?

    3) O grupo Jerónimo Martins é um exemplo (e já agora português) de referência mundial no sector da distribuição. Que tem conseguido ser uma das empresas de maior sucesso, precisamente, porque tem conseguido acrecentar valor e satisfazer melhor as necessidades dos consumidores portugueses do que a sua concorrência…

  9. António Martins

    3 de Janeiro de 2012 at 11:14

    E são estes patriotas que têm o descaro de falar de cátedra a criticar os trabalhadores portugueses, criticando os protestos, acusando-os de responsáveis pela crise!
    Aliás, basta ver o cinismo da sua campanha “Amanhecer”, em que vendem grande parte dos produtos mais caros ao retalhistas no “Recheio” que vendem no “Pingo Doce” ao público.
    Só têm um nome: PULHAS!

  10. Pedro Martins

    3 de Janeiro de 2012 at 11:07

    Ó Sr. Alexandre S. dos Santos, mesmo que a hipócrisia pagasse imposto o Sr. estava isento. Depois o mau era o Sócrates.

    Quando é que o povo abre os olhos e começa a boicotar estes falsos patriotas, Portugal há-de sair da crise mas mais uma vez não conta com os poderosos, esses nem com 1€ contribuiem.

    Os mais ricos nada produzem nem investem no país, sugam até onde é possível depois vão “investir” no estrangeiro.

    Tanto na Distribuição como na Indústria que mais investe e melhor remunera são empresas estrangeiras.

  11. JORGE SOUSA

    3 de Janeiro de 2012 at 9:08

    Grandes patriotas

    Os consumidores Portugueses contribuem para o enriquicimento da companhia, e os impostos são pagos na Holanda, e depois fazem campanha publicitarias a promover
    os produtos fabricados em, Portugal mas os impostos vão para o estrangeiro

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *