Distribuição

Mercadona estagnada

Por a 8 de Março de 2010 as 11:10

A Mercadona apresentou uma ligeira subida das receitas de 0,8% no final do exercício de 2009, totalizando 15,5 mil milhões de euros. Os lucros da companhia espanhola caíram, por sua vez, 16% face ao ano anterior, para 270 milhões de euros.

Durante o ano de 2009, a Mercadona investiu cerca de 600 milhões de euros na abertura de 74 novas lojas, totalizando, no final do exercício, 1.264 pontos de venda.

Os responsáveis da companhia revelam que desenvolveram uma redução média de preços de 10% em toda a oferta de produtos, permitindo a poupança de 1,5 mil milhões de euros aos clientes da Mercadona que terminou o ano com 62 mil funcionários.

2 comentários

  1. M D

    17 de Maio de 2010 at 11:09

    tretas e tretas as preocupaçoes em baixar o preço ao consumidor por parte da Mercadona
    a verdade verdadinha é que ao longo dos anos construiu uma relalão de confiança com todos os fornecedores. com a estagnação das vendas e com os interfabricantes (fornecedores exclusivos) com investimentos feitos e parados a Mercadona viu-se obrigada a puxar o tapete aos fornecedores de naos e anos para entregar o volume aos interfabricantes, formula esta para colocar ou tentar colocar os investimentos em funcionamento ao mesmo tempo servindo-se dac rise para baixar o prço na compra,
    escolher pelo cliente e consumidor nunca foi boa opção e o futuro o dirá
    que sirva de exemplo tambem para uma cadeia de lojas Portuguesa que seguiu por este caminho e agora chula os fabricantes de marca propira com um problema de rentabilidade

  2. João Alberto Catalão

    9 de Março de 2010 at 9:58

    Se descontasse-mos as vendas das muitas aberturas, era uma autêntica desgraça! O mercado tem um lei que não falha: o consumidor gosta muito pouco que decidam por ele e muito menos que lhe imponham regras…o resultado está aí: quem as faz, mais tarde ou mais cedo paga-as. Por cá vai sucesder o mesmo a duas ou três insígnias…
    Era escusado! Quem conheceu essa extraordinária insígnia Mercadona num outro contexto e recorda com saudade o exemplo que essa cadeia era em termos de relação Produtor/Distribuidor e em termos de dinâmica comercial, mais se admira por constatar o que está a acontecer…decisões…confirma-se: não serão os maiores oa que vão continuar a progredir, mas sim os que tiverem melhor capacidade de adaptação.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *