Distribuição Homepage Newsletter

Parfois partilha aprendizagens no mercado chinês

Por a 24 de Agosto de 2018 as 11:37
parfois

“Se queremos saber como será o futuro digital, é trabalhar com a China”, diz ao Hipersuper Susana Coerver, diretora global de marketing e comunicação da Parfois, para ilustrar a aprendizagem que tem sido para a marca portuguesa Parfois a entrada no gigante asiático.

A China é a mais recente conquista internacional da marca que abriu a primeira loja no Porto há 24 anos. E foi precisamente pelo mercado digital que a marca desembarcou neste país desafiante para os profissionais portugueses. E não se pode dizer que à Parfois falta experiência internacional. Afinal, a marca tem 900 lojas em 65 países. É simplesmente um novo mundo a descobrir. “Dizemos muitas vezes internamente que há o mundo e, depois, há a China”, confessa. Foi através do Tmall, o maior marketplace online da China, que a Parfois se deu a conhecer aos chineses. Ou melhor, aos 450 milhões de consumidores ativos do marketplace do grupo Alibaba.

“A China é um dos mercados com maior potencial de venda e crescimento. Tem uma classe média de quase 300 milhões de pessoas, sendo considerada o motor da economia mundial, com um ritmo de expansão de consumo incomparável”, descreve Susana Coerver.

A adaptação da estratégia de marketing e dos produtos à cultura chinesa tem sido desafiante para os estrategas da marca. “O futuro [digital] aqui é o presente lá. Ninguém sai com a carteira à rua. Tudo se paga com o telefone e até já com o reconhecimento facial e um sorriso. A relação com os influenciadores é diferente, as plataformas de social media são diferentes e o consumidor é também ele muito diferente. Basta pensarmos no impacto social de uma lei como a do filho único, que imperou desde a década de 70 até 2015, gerando 80 milhões de filhos únicos. Basicamente, os millennials na China são filhos únicos. Tudo isto junto faz com que seja verdadeiramente diferente trabalhar a China”, sublinha.

O primeiro balanço é positivo. O crescimento da marca é “exponencial” e não faz jus às melhores previsões da Parfois, garante a diretora global de marketing da marca.

Recentemente, a marca abriu uma pop up store em Shangai que aposta no conceito ROPO (Research online, purchase offline) mas invertido. “O cliente vai à loja e desfruta da experiência de tocar no produto, no entanto, só pode efetivar a compra online na plataforma Tmall, através do scan de um QR Code presente em todos os artigos”, conta.

*Parte de um artigo originalmente publicado na edição impressa de agosto do Jornal Hipersuper

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *