Homepage Newsletter Produção

“Robô da vinha” regressa ao Douro

Por a 20 de Agosto de 2018 as 16:20
VineScout 1_Créditos Symington Family Estates-1

Depois de uma fase de testes no verão de 2017, o robô VineScout regressa ao Douro para novos ensaios no terreno na Quinta do Ataíde, propriedade da Symington Family Estates. A empresa é a única parceira do setor vitivinícola a nível europeu a integrar este projeto, contribuindo com o conhecimento de utilizador final da solução.

O VineScout tem capacidade para monitorizar a vinha de forma autónoma e com recurso a propulsão elétrica e energia solar com o objetivo de criar práticas mais sustentáveis na produção de vinho. O grande objetivo é o desenvolvimento de um robô acessível, fiável e fácil de operar, que se pretende que seja produzido em série a médio-longo prazo. O projeto deverá estar concluído em 2019.

A versão aperfeiçoada do VineScout que está agora em testes no Douro incorpora os ensinamentos e as conclusões dos primeiros ensaios realizados em contexto real no ano passado. No dia 29 de agosto, os parceiros – a Universidade Politécnica de Valência e a Universidade de La Rioja (Espanha); a Wall-YE Robots & Software (França); e a Sundance Multiprocessor Technologies (Reino Unido) – convidam as empresas nacionais produtoras de vinho, universidades e institutos de investigação, entre outros, a participarem nas demonstrações em campo.

O projeto VineScout foi iniciado em dezembro de 2016 e é financiado em 1,7 milhões de euros (dos dois milhões de euros totais) pelo Horizonte 2020, um Programa-Quadro Comunitário de Investigação e Inovação da Comissão Europeia.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *