FMCG Homepage Newsletter

Penacova perto da liderança

Por a 19 de Junho de 2018 as 13:52
Penacova

GamaPenacovaA Penacova é já a segunda marca do mercado em faturação e a primeira em unidades vendidas. Patrícia Saraiva, da direção comercial da Caldas da Penacova, resume o caminho percorrido em 20 anos

A água Caldas da Penacova assinala em 2019 duas décadas de existência. É, assim, uma das marcas mais recentes no mercado de água engarrafada, competindo com marcas já bem conhecidas dos consumidores portugueses, algumas centenárias. Apesar do curto percurso, a Caldas da Penacova lidera o mercado em unidades vendidas e é a segunda marca em faturação, garante Patrícia Saraiva, da direção comercial da Caldas da Penacova. “Estamos a pouco e pouco a impor-nos no mercado português e já temos uma representatividade bastante significativa: Somos a segunda marca do mercado com uma quota de 10% em super e hipermercados e de 12% nos cash&carrys. Em termos de quantidade somos a primeira marca do mercado”.

A meta de Patrícia Saraiva é tornar a Penacova a “marca dos portugueses”. “Fizemos um excelente trabalho na entrada e crescimento no mercado. A grande aposta em 2018 passa pela criação de brand awareness” para a marca e “continuar a trabalhar para a tornar a marca dos portugueses”.

Até à data, a marca tem priorizado o investimento industrial, concretamente em projetos para aumentar a capacidade de produção e stock. “A preocupação tem sido consolidar as vendas, trabalho que não tem sido fácil com os crescimentos que temos tido. É imperativo chegar ao verão e conseguir satisfazer todos os pedidos. A sazonalidade neste setor é ainda muito acentuada, tornado este trabalho muito complexo”, afirma.

A exportação tem, desta forma, ocupado o último lugar da lista de prioridades. Por enquanto. “A Penacovaexportação não tem sido uma das apostas da empresa, ainda”, revela. Ainda assim, as vendas para o exterior representam 4% da faturação da Caldas da Penacova.

A empresa alcançou no ano passado um volume de negócios de 21,5 milhões de euros, mais 22% face a 2016. A marca Caldas de Penacova representa 73% da faturação. Registou vendas de 15,6 milhões de euros em 2017, mais 15%. Os restantes cerca de seis milhões advêm do fabrico de marcas próprias.

É na grande distribuição que a empresa faz o maior volume de vendas. Os super e hipermercados representam 65% da faturação. Mas foi nos cash&carrys que a marca registou o maior crescimento no ano passado, mais 22%. O crescimento na distribuição grossista deve-se ao facto de estarmos em grande expansão nos maiores cash&carrys do país”, remata Patrícia Saraiva.

*Artigo originalmente publicado na edição impressa de junho do Jornal Hipersuper

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *