Destaque Destaque Homepage FMCG Homepage Newsletter

Três propostas alimentares “eco-inovadoras” à procura de um lugar nas prateleiras

Por a 8 de Junho de 2018 as 17:24
alimentos ecoinovadores

Bean Ready, Nuvem de Kefir e Carrot ‘n’ Carob são três propostas alimentares que passaram à final da competição Ecotrophelia em Portugal. A competição distingue produtos alimentares inovadores desenvolvidos por alunos do ensino superior. Falámos com os  alunos da Escola Superior de Biotecnologia da Católica no Porto que ambicionam agora chegar aos lineares dos supermercados.

Bean Ready

É uma feijoada vegetariana com arroz, pronta-a-comer. A ideia de Ana Rita Mendes, Ana Vilas Boas, Patrícia Soares e Ariana Macieira, com idades entre os 21 e os 29 anos, passou por apresentar um produto português, que faça lembrar a tradicional feijoada portuguesa, mas sem carne. “A ideia surgiu no sentido de responder a algumas lacunas do mercado. Por um lado, pretendemos aumentar o consumo de leguminosas e refeições prontas-a-comer. Por outro, pretendemos seguir as tendências de redução do consumo de proteína animal”, explicam por email os jovens universitários. “É um produto inovador, fácil de transportar e adaptável às necessidades dos consumidores. Além disso, é saudável e uma fonte de fibra e proteína”.

O mercado alvo deste produto são os consumidores com um regime alimentar vegetariano mas não só. “Não pretendemos que seja um produto exclusivo para vegetarianos, mas sim uma alternativa ao consumo de refeições com carne e peixe. Outra vantagem é ser um produto sem glúten”, explicam.

Nuvem de Kefir

É um snack com uma textura cremosa e um toque de fruta, destinado ao consumo em forma de gelado ou de mousse. Fonte de probióticos e fibra, o produto só utiliza ingredientes provenientes de agricultura biológica, explicam Inês Câmboa, Fátima Lapa e Francisco Brandão, com idades entre os 22 e os 25 anos. No desenvolvimento do projeto, a equipa pensou em satisfazer um público que procura um estilo de vida saudável tendo por base o consumo de produtos isentos de glúten e com valor acrescentado, que representem uma alternativa aos produtos tradicionais.

“Os próximos passos passam por chegar ao consumidor final – queremos levar a nossa ideia para o mercado – e por evoluir para um alimento ainda mais sustentável e com qualidade garantida. A valorização do consumidor e a sustentabilidade são os pontos fortes do nosso produto, uma vez que este se preza pela satisfação de quem o consome e tem uma preocupação ambiental”, explica por email a equipa de jovens estudantes.

Carrot ‘n’ Carob

É uma mousse de cenoura e alfarroba, livre de glúten, lactose e açúcar e com elevado teor de fibra. “Quisemos desenvolver um produto útil e conveniente com matérias-primas tipicamente portuguesas e que fosse apto para o consumo de todos, sem exceção”, explicam Diogo Gonçalves, Inês Guedes, Joana Castro e Maria Fernandes, com idades entre os 22 e os 24 anos.

O produto destina-se aos consumidores que procuram ter hábitos alimentares saudáveis e equilibrados, incluindo diabéticos, celíacos e intolerantes à lactose.
Notícia corrigida a 11/06. As três propostas alimentares não são vencedoras mas sim finalistas do prémio Ecotrophelia

 

 

 

 

 

Um comentário

  1. Luís Cunha

    11 de Junho de 2018 at 9:32

    Exma. Sr.ª Rita Gonçalves,

    Não se compreende a falta de rigor da sua notícia, para um prémio que foi atribuído já no passado dia 25 de Maio! Com um pequeno esforço de consulta ao site do próprio prémio (https://ecotropheliaportugal.com/ecotrophelia-2018/equipas-finalistas/), conseguirá verificar que as equipas vencedoras apresentaram os produtos: Bean Ready, Legutê e Salt&Dreche.
    Mais ainda, o último dos três foi ainda distinguido com o prémio BfK AWARDS, Born From Knowledge (BfK), um programa de valorização do conhecimento científico e tecnológico promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior através da ANI – Agência Nacional de Inovação.
    Sugiro que consulte o próprio “press-release” apresentado pela organização (https://ecotropheliaportugal.com/media/feijoada-vegetariana-pronta-a-comer-vencedora-do-premio-ecotrophelia-portugal-2018/), de modo a poder corrigir a sua notícia.
    Deveria ter o cuidado de não confundir as três equipas provenientes de uma determinada Instituição de Ensino Superior com as três equipas vencedoras!
    Cordialmente,

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *