Homepage Newsletter Ponto de Venda

Governo estuda imposto sobre sacos de plástico de maior espessura

Por a 7 de Junho de 2018 as 16:04
Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins
Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins

Secretário de Estado do Ambiente, Carlos MartinsO Governo está a estudar a criação de um imposto sobre os sacos de plástico de maior espessura para incentivar a sua reutilização, disse hoje à Lusa o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, à margem da conferência “Repensar os sacos de plástico na transição para uma economia circular”.

Carlos Martins revelou-se satisfeito com os resultados a taxa criada para os sacos leves. “O que temos de fazer eventualmente é prosseguir o sucesso dos sacos leves nos sacos de maior gramagem levando a que as pessoas, tendo um custo, os reutilizem mais vezes”.

A taxa aplicada sobre os sacos de plástico leves “foi um sucesso, mas do ponto de vista dos plásticos e do ambiente não podemos dizer que houve um sucesso tão conseguido porque houve uma transferência e as pessoas passaram dos sacos de plástico leves para os de maior gramagem”. Do “ponto de vista psicossocial, sim, foi um ganho porque as pessoas habituaram-se a ir às compras levando um saco reutilizável”, afirmou o Secretário de Estado.

A ideia da criação de um imposto sobre os sacos de plástico de maior espessura saiu do grupo de trabalho que o Executivo criou com a intenção de reduzir o consumo de plásticos em Portugal.

A aplicação de sistemas de depósito para produtos descartáveis, como garrafas de plástico, a colocação de máquinas para receber embalagens em grande superfícies comerciais e a realização de campanhas de informação e sensibilização dos consumidores são outras ideias em estudo pelo executivo.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *