Distribuição Homepage Newsletter

O que pode ler na edição impressa de fevereiro do HIPERSUPER

Por a 7 de Fevereiro de 2018 as 18:10
K_Mont_Hipersuper-353

A entrevista a João Paulo Peixoto, diretor-geral da Staples Portugal, faz a capa da edição de fevereiro do Jornal Hipersuper. A cadeia especializada em material de escritório e papelaria vai buscar ao canal físico 80% do seu volume de negócios. Mas desde 2010 que as vendas em loja estão a cair, em média, 2%. Até agora, o desempenho do canal online tem compensado a quebra de faturação nas lojas. A retalhista quer inverter esta situação. Para isso, submeteu ao fundo Cerberus Capital Management, que detém o negócio da Staples na Europa, um plano de reestruturação para as 33 lojas em Portugal, que passa, sobretudo, por lojas mais pequenas e pelo lançamento de serviços que obedeçam à lógica omnicanal.

DISTRIBUIÇÃO

Operação online da Sonae soma 100 milhões de euros

A operação online do grupo da Maia somou no ano passado uma faturação de 100 milhões de euros. São oito as lojas virtuais da Sonae mas três em particular contribuíram para o desempenho: Continente, Salsa e Worten

Jerónimo Martins abre 331 lojas em 2017

O grupo Jerónimo Martins abriu 331 novas lojas em 2017 no conjunto das suas cinco insígnias de distribuição alimentar instaladas em três países. Em Portugal, o Pingo Doce fechou o ano com 422 supermercados e uma área de venda de 504 mil metros quadrados

Espanhola Splendid Foods vai fabricar marca própria para a Aldi Portugal

A empresa catalã Splendid Foods, fabricante de produtos de charcutaria, vai fornecer a marca própria de fuet, enchido típico da região da Catalunha, aos supermercados Aldi Portugal

OPINIÃO

Por que os discounters investem tanto nas lojas?

Robertus Lombert, Partner da IPLC para Portugal e colaborador residente do HIPERSUPER, explica o motivo pelo qual as cadeias Lidl e Aldi estão a investir milhões na modernização das suas lojas

A importância da atratividade e transferência de competências no recrutamento de perfis no retalho

Luís Mouta Dias, consultor da Michael Page, reflete sobre uma tendência europeia no setor de recrutamento: áreas de negócio fora do universo da distribuição que têm feito incursões de mercado no sentido de contratar perfis de retalho, nomeadamente o setor da banca e os fundos de investimento que valorizam os profissionais que vêm do retail banking

Quanto custa?

O preço é um elemento fundamental para os consumidores. Mas será que, por si só, chega para os fidelizar? Será a comunicação dos preços essencial em todas as categorias de produto? A opinião de Manuel Aveleira, Executive Account Manager do SAS

O impacto do blockchain na cadeia de abastecimento

Quais as vantagens do blockchain para a cadeia de abastecimento de bens de grande consumo? Será adequado para todas as indústrias? Que implicações trará ao mercado e para os consumidores? Um texto de Mário Maia, Sales Manager da Generix

Cibersegurança: Ameaças e oportunidades para empresas e Estado

Sérgio Abreu, Head of Brand da Primetag, analisa as principais ameaças, mas também as oportunidades, que a cibersegurança traz para as empresas públicas e privadas

FMCG

Porminho quer faturar 60 milhões de euros em 2020

A pequena empresa de cariz comercial que nasceu há 34 anos em Famalicão transformou-se numa das principais fabricantes da indústria agroalimentar do norte do País. A Porminho tem em curso um investimento de 18 milhões de euros para ganhar escala global

DATA CENTER

3 soluções alternativas de financiamento para empresas potenciadas pela fintech

Mais uma análise da plataforma de comparação de produtos de crédito e serviços de telecomunicações ComparaJa.pt para o HIPERSUPER. Desta feita, versa sobre três fintech que vieram revolucionar o modo de funcionamento do ramo financeiro e competir diretamente com instituições tradicionais de crédito

Qualidade e preço: a combinação explosiva do futuro das bebidas quentes

Verónica Llopis, Senior Client Executive da Kantar Worldpanel, faz uma análise ao mercado das bebidas quentes: o balanço, as tendências de consumo e as oportunidades para as marcas

ESPECIAL

Chás inovam com adição de vitaminas

Antes encarado com um “remédio ocasional”, o chá passou a fazer parte de um ritual diário ligado a um estilo de vida saudável. Há cada vez mais portugueses fãs da bebida milenar que renasce nas prateleiras com novas linhas enriquecidas com vitaminas

Café vive época de ouro

Se, por um lado, beber café em casa é um hábito enraizado na rotina de cada vez mais portugueses, por outro, novos conceitos de “coffee shop” trazem consumidores à rua para saborear o tradicional expresso ou as modernas especialidades. O setor vive uma época de ouro

Retalho português perde 252 milhões de euros por ano

Um total de 1,83% das vendas no retalho português são perdidas para os “desvios” feitos pelos funcionários, para as ineficiências operacionais, como os produtos fora do prazo de validade, mas sobretudo para os furtos dos clientes em loja

POS. Os aliados do retalho

As enormes caixas registadoras deram lugar a POS discretos, móveis e conectados a outros dispositivos, como impressoras, tablets e smartphones, para oferecer expeditas e personalizadas experiências de compra

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *