Destaque Destaque Homepage Distribuição Homepage Newsletter

Accenture. As oito prioridades dos retalhistas em 2018

Por a 22 de Janeiro de 2018 as 15:26
retalho1

Luis Diéguez, diretor-geral da consultora Accenture Espanha, revela em oito pontos as prioridades para todos os retalhistas em 2018. 

  1. Integração. A integração omnicanal já não é uma opção, mas uma realidade. A visão integral do cliente e do produto é uma necessidade para competir no atual contexto empresarial. Os investimentos em Tecnologias de Informação (TI) vão continuar a aumentar para permitir aos retalhistas sobreviverem na próxima década.
  2. Cliente. Os retalhistas têm de começar a retirar frutos da tecnologia “Big Data” e da analítica avançada para gerir os indicadores básicos do negócio: aumento da frequência de compra, subida do ticket médio e crescimento da rentabilidade. As promoções massivas devem ser substituídas pelo marketing personalizado, não só porque é o que o cliente quer como porque possibilita a otimização dos investimentos.
  3. Experiência. O ponto de venda continuará a ser o centro da atividade e do negócio para a maioria dos retalhistas mas precisa de estar em evolução constante para levar à repetição da visita e da experiência de compra.
  4. Eficiência. A digitalização confere aos retalhistas uma oportunidade para melhorar a eficiência da operação. Soluções integrais “end to end”, pedido automático, controlo de stock, disponibilidade na prateleira e diminuição de erros, todos se repercutem na eficiência do negócio.
  5. Talento. Na era digital o talento é ainda mais importante para o êxito. Os retalhistas com capacidade para atrair e reter talento irão ser mais bem-sucedidos.
  6. Value for Money”. As marcas têm de aportar valor à sua oferta quer para o consumidor quer para a sociedade. Criação de emprego, paridade em cargos executivos, apoio a fabricantes locais, sustentabilidade e economia circular, são alguns dos temas mais mediáticos.
  7. Amazon. Muita atenção à evolução da gigante do retalho online, que comprou a Whole Foods e não descarta novas aquisições no retalho físico, assim como à sua aposta em tecnologia disruptiva, como as lojas sem caixas de saída.
  8. Rentabilidade. Assegurar boas perspetivas e retorno aos investidores, para garantir o investimento e dar resposta às exigências dos clientes, é uma prioridade para garantir a sustentabilidade do negócio a longo prazo.

Fonte: Inforetail

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *