Destaque Destaque Homepage Distribuição Homepage Newsletter

Alibaba atinge novo recorde em Dia dos Solteiros. Vendas alcançam €22 mil milhões

Por a 14 de Novembro de 2017 as 16:25
Jack Ma, fundador Alibaba
Jack Ma, fundador Alibaba

A Alibaba obteve um valor recorde de vendas no Dia dos Solteiros, evento assinalado com promoções exclusivas, durante o dia 11 de novembro, pela gigante chinesa do ecommerce, que utiliza a ocasião para testar novas  soluções a implementar na renovação do retalho tradicional na China.

Um total de 168,2 mil milhões de yuan (cerca de 21,7 mil milhões de euros) foi o valor gerado em compras online na Alibaba durante as 24 horas de promoções exclusivas, que estiveram disponíveis em pelo menos 225 países e regiões. O volume de negócios representa um aumento de 39% face ao valor alcançado no mesmo dia do ano anterior.

A gigante do comércio eletrónico superou o resultado alcançado no último ano em apenas 13 horas após o arranque das promoções, que ficaram disponíveis à meia-noite. Às 13 horas, a Alibaba registava uma faturação de 139 mil milhões de yuan (cerca de 17,9 mil milhões de euros).

Apenas na primeira hora, foram gerados mais de 57 mil milhões de yuan (mais de 7,3 mil milhões de euros), através dos quase 325 mil pedidos de encomenda registados por segundo.

Cerca de 90% de todas transações foram realizadas via “mobile”, um aumento face à taxa de 82% registada no último ano. No pico do dia, a gigante chinesa processou 256 mil transações por segundo.

A maratona de compras, cuja dinâmica se assemelha à dos eventos Black Fridy ou Cyber Monday, permitiu a pelo menos 82 marcas  alcançar os 100 milhões de yuan em vendas (cerca de 12,9 milhões de euros). Apple, Nike, Xiaomi, Uniqlo, Zara e Samsung estão entre as que mais receitas geraram durante o dia de promoções.

O Dia dos Solteiros foi criado pela Alibaba em resposta ao Dia dos Namorados e a empresa chinesa está a aproveitar a ocasião para testar os seus projetos de renovação do retalho tradicional na China, avaliado em 4 biliões de dólares (3431 mil milhões de euros).

“O trabalho feito na integração do retalho online e do offline, não apenas em termos de tecnologia mas também de dados e de soluções eficientes para as marcas e consumidores através da personalização, foi enorme”, disse, em entrevista à Bloomberg TV, Mike Evans, presidente da Alibaba, acrescentando que nesta ocasião a capacidade de medição do impacto é maior do que no dia-a-dia dos negócios.

Os projetos em teste estão relacionados com “computação em cloud, devoluções e unidades de pagamento”, explica a agência. Para tal, a Alibaba ajudou mais de 600 mil lojas de conveniência e cerca de mil marcas a atualizarem a sua infraestrutura digital, antes do dia dos solteiros. O objetivo é que esses retalhistas se tornem no futuro espaços para entregas e armazenamento de produtos.

Além disso, a empresa está a converter 100 mil espaços comerciais em “smart stores”. Entre eles estão lojas de marcas como Levis e L’Oréal. Entre as opções para os clientes está a verificação da disponibilidade em outras localizações, em caso de falta de stock num espaço, ou a entrega de encomendas em casa.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *