Destaque Destaque Homepage Homepage Newsletter Ponto de Venda

Renda prime do comércio de rua em Lisboa sobe 70% em cinco anos

Por a 22 de Setembro de 2017 as 14:54
JLL_Lisboa

A renda prime do comércio de rua em Lisboa, cuja referência é o Chiado, cresceu 70% (de 75 euros [m2/mês] para os atuais 130 euros) entre 2012 e 2017.

Os números mostram a explosão do interesse dos retalhistas por este formato nos últimos cinco anos. Esta foi uma das principais conclusões da sessão de debate promovida pela consultora imobiliária JLL, no âmbito do “Portugal Real Estate Summit”, evento dedicado ao investimento imobiliário que reuniu mais de três centenas de profissionais nacionais e estrangeiros no Estoril.

Dedicado ao tema “Retail: More than Shopping Centers!”, a sessão foi conduzida por Patrícia Araújo. A Head of Retail da JLL explicou que “a alteração à lei do Arrendamento Urbano no final de 2012 foi uma das principais razões para que este formato despertasse o interesse dos retalhistas e emergisse definitivamente como uma opção nas estratégias de implantação das marcas em Portugal”, acrescentando que também o “aumento do turismo em Lisboa, a reabilitação urbana que a cidade tem sido alvo e as próprias mudanças nos hábitos de consumo e um estilo de vida mais direcionado para a vivência de bairro contribuíram para impulsionar o crescente sucesso do comércio de rua na capital”.

De acordo com o mais recente relatório de mercado da JLL, o Market 360º, a renda prime do comércio de rua no Chiado atingiu os 130 euros (m2/mês ) no primeiro semestre de 2017, refletindo um crescimento de cerca de 8,5% face ao mesmo período de 2016. Na Baixa, o aumento foi um pouco mais acentuado (em torno dos 10%, de 90 euros [m2/mês] para 100 euros), enquanto nos restantes destinos de compras as rendas mantiveram-se estáveis.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *