Distribuição Homepage Newsletter

Espanha é único mercado onde grupo DIA cai em vendas até junho

Por a 27 de Julho de 2017 as 16:46
Minipreço-Family

O grupo DIA, dono do Minipreço, regista no primeiro semestre do ano um aumento de 1,5% em vendas em Portugal para os 408,7 milhões de euros, o que representa 8% do seu negócio. Já em Espanha o grupo viu a sua faturação cair 3,6%, em termos homólogos, para os 2833,9 milhões de euros.

A nível global, a distribuidora sedeada no país vizinho regista na primeira metade do ano uma faturação de 5127 milhões de euros, o que traduz um crescimento de 4,1% relativamente ao mesmo período do ano anterior. O lucro líquido ajustado cresceu 4,3%, face ao primeiro semestre do ano transato, para os 106 milhões de euros, de acordo com o comunicado da distribuidora espanhola.

Os resultado agregado positivo deve-se à performance da atividade do grupo no Brasil e Argentina. Os dois países contribuíram com vendas de 1885 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, uma subida homóloga de 10,4%, em termos comparáveis.

Globalmente, o grupo opera 7415 espaços de retalho, sendo 3763 próprios e a maioria (5466) localizados na Península Ibérica, onde o DIA reduziu o número de lojas no primeiro semestre em 94 unidades. Em Portugal, onde opera as insígnias Minipreço e Clarel, encerraram três pontos de venda. O grupo detém atualmente 614 espaços no mercado luso (263 são franchisados), estando a preparar-se para lançar loja online no País em 2018, disse ao HIPERSUPER Miguel Guinea, na sua primeira entrevista enquanto diretor-geral da filial portuguesa do grupo espanhol.

Em Espanha, mercado que pesa 55% da faturação global, o grupo acelerou no segundo trimestre o processo de modernização, tendo remodelado 221 lojas das insígnias Market, Maxi e La Plaza. “Foi um trimestre muito intenso em Espanha com 120 remodelações no mês de junho. No terceiro trimestre prevemos alcançar as mais de 500 remodelações previstas para 2017”, aponta Ricardo Currás, conselheiro delegado da empresa de distribuição.

Já nos mercados sul-americanos Argentina e Brasil o grupo tem apostado na abertura de novos espaços, tendo aumentado em 135 as lojas nestes mercados (15 no Brasil e 120 na Argentina) no primeiro semestre do ano para um total de 1949, sendo 720 lojas próprias.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *