Destaque Destaque Homepage Distribuição Homepage Newsletter

Retalhistas online valorizaram 380% desde 2006

Por a 8 de Junho de 2017 as 18:01
05_wrinkled-paper

A Amazon mantém-se este ano a retalhista mais bem posicionada no ranking Top 100 BrandZ, que identifica as mais valiosas marcas do mundo. O estudo indica que o retalho é o setor que mostra um mais rápido crescimento em 2017, com as marcas desta categoria a valorizaram um total de 14% face ao ano transato, resultado da dinâmica das operadoras de comércio online. Estas registam uma subida de mais de 380% nos últimos 12 anos, enquanto os retalhistas tradicionais refletem uma crescimento agregado de 23% desde a primeira edição do ranking, em 2006.

A gigante norte-americana do ecommerce verifica um aumento anual de 41% do seu valor, o qual passou a fixar-se nos 139 286 milhões de dólares. O que faz com que a empresa de Jeff Bezos seja a retalhista mais valiosa do mundo, situando-se na quarta posição do ranking global, elaborado pela Kantar Millward Brown, atrás da  Google, Apple e Microsoft e à frente do Facebook (5º).

A Alibaba mantém também a posição de segunda retalhista mais valiosa do mundo, tendo crescido 20% para um valor de 59 127 milhões de dólares. Em terceiro lugar está a Home Depot com um crescimento de 11%, para um valor assente nos 40 300 milhões de dólares, seguida da Walmart, que valorizou 2% para os 27 900 milhões de dólares.

Fechando o Top 5 do retalho surge a IKEA, avaliada em 18 944 milhões de dólares. O Top 10 das retalhistas mais valiosas do mundo completa-se com a Costco (16 257 milhões de dólares), Aldi (12 273 milhões de dólares), Ebay (12 365 milhões de dólares), JD.com (uma nova entrada nos dez primeiros lugares – 10 768 milhões de dólares) e Walgreens (10 121 milhões de dólares).

Leia também: AS 25 RETALHISTAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *