Destaque Destaque Homepage Distribuição Homepage Newsletter

Lidl prepara expansão nos Estados Unidos. Primeira loja pode abrir já no final deste ano

Por a 11 de Janeiro de 2017 as 15:30
Loja Lidl Seixal

A cadeia de supermercados Lidl está a preparar a entrada nos Estados Unidos. A primeira das cerca de 150 lojas que a cadeia pretende abrir ao longo da Costa Este do país pode abrir já no final de 2017.

Segundo a agência Reuters, a empresa já arrancou com o processo de recrutamento nos Estados Unidos, onde pretende abrir entre 120 a 150 lojas ao longo do próximo ano, sendo que a primeira loja pode já abrir no final de 2017. No plano de expansão da insígnia alemã estão “dezenas de cidades” na Costa Este do país norte-americano, abrangendo os Estados de Nova Iorque, Pensilvânia, Maryland, Delaware e New Jersey. As lojas norte-americanas da retalhista alemã terão até 36 mil metros quadrados.

A empresa já investiu 77 milhões de dólares para estabelecer a sua sede no mercado norte-americano em Arlington County, no Estado da Virginia,  e 125 milhões de dólares em um centro de distribuição em Spotsylvania, no mesmo Estado, revela a publicação Fauquier Times.

A consultora imobiliária CoStar diz, por sua vez, que a cadeia detida pelo Schwarz Group está em processo de aquisição dos espaços. Em determinadas regiões dentro dos Estados em que quer operar, a Lidl está competir por um número “relativamente pequeno” de espaços bem localizados e prontos a serem utilizados com outros retalhistas que estão também a expandir nos Estados Unidos.

A Kantar Retail prevê que a distribuidora europeia possa exceder vendas de dois mil milhões de dólares naquele mercado, após completar o segundo ano de atividade, e chegar perto dos nove mil milhões de dólares em 2023.

Presente atualmente em 27 países com 10 635 lojas, incluindo 252 em Portugal, a insígnia atingiu em 2016 um volume de negócio de 87 950 milhões de dólares, um crescimento de 11,7% face a 2015, de acordo com a a empresa de análises de mercado Kantar Millward Brown. Além dos Estados Unidos, a retalhista planeia entrar na Sérvia entre este e o próximo anos.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *