Homepage Newsletter Opinião

Tudo a postos para mais um ano e muitos desafios, por Carlos Carvalheira (SAS)

Por a 9 de Janeiro de 2017 as 11:52
carlos-carvalheirasas

Por Carlos Carvalheira, Account Executive do SAS

 

Mais 365 dias que passaram!

Mais uma época natalícia fechada e, por isso, mais dados e informação recolhida sobre a melhor altura do ano para se poder analisar o comportamento dos consumidores. Esta temporada, sem dúvida, representou um impulso para as vendas. Mas devemos ir mais além e, a par da satisfação de ver o negócio a crescer, há que estar atento e tirar ilações…

Quais as montras mais observadas? Em que lojas mais entraram os consumidores nas superfícies comerciais? As promoções continuam a atraí-los? Que tipo de produtos mais os fascina? Foram feitas mais compras nas lojas físicas ou no online?

As expectativas de evolução da economia para 2017 mostram-se tímidas, no entanto em relação à evolução do seu poder de compra os portugueses revelaram-se menos pessimistas do que os europeus.

Depois do frenesim típico do Natal e o esforço e stress próprios de qualquer fecho de ano… é a altura perfeita para consolidar objetivos e estratégias, aprender com o ano que passou e definir para onde e como queremos rumar!

Não é novidade e penso que a maioria já o sabe: o digital veio para ficar e, como alguns retalhistas puderam constatar, as experiências digitais estão a competir ferozmente com as tradicionais, o que significa que o retalho (e não só) precisa, mais do que nunca, de se concentrar tanto na venda em loja como na venda online.

Segundo inúmeros estudos são estas as tendências que irão marcar os próximos anos, com a Inteligência Artificial a querer subir ao pódio, o que vai continuar a transformar vários setores de negócio.

Tal como já o disse várias vezes, vivemos numa realidade omnicanal, numa óbvia e incontornável mistura do offline com o online. É a realidade de agora e há que saber lidar com ela. Quantas mais plataformas as empresas tiverem (e aqui falo do físico e do online) mais possibilidades de compra têm para oferecer aos seus clientes. A ideia é, pois, que esta estratégia omnicanal consiga unir todos os segmentos do negócio, daí ser muito importante haver coerência, lógica e coesão na oferta de cada canal.

Diria que o ideal é conseguir criar ofertas cativantes, numa amena combinação entre as chamadas compras tradicionais com a experiência digital. Os retalhistas devem estar atentos e atualizar também, sempre que necessário, a sua estratégia online, disponibilizando novas opções, novos serviços e novas ferramentas tecnológicas de forma a superar as expetativas dos seus clientes.

Atenção que este crescimento do online não significa a condenação de nenhum dos outros canais… acredito que há espaço e clientes para todos, sendo imprescindível um investimento coeso e refletido na gestão ominicanal.

Li algures que os consumidores exploram tanto os canais de venda online como os tradicionais e que no final acabam por optar por aquele que melhor atende as suas necessidades, daí ser importante investir nos dois e não descurar nenhum…

Aproveite por isso este início de ano para perceber os hábitos de compras dos seus clientes, para analisar dados e pistas deixadas. O conselho que me ocorre deixar é que continuem a apostar na inovação nos formatos de loja e revejam os sistemas de atendimento online, de forma a melhorar a sua eficiência!

Com a chegada de mais um ano, a fervilhar de novos desafios e provas a superar, espero que consiga estar à altura dos seus clientes e que juntos continuem a trilhar caminho!

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*