Homepage Newsletter Produção

Multinacional de certificação SGS adquire laboratório português Biopremier

Por a 19 de Dezembro de 2016 as 12:17
img_20161214_143721

A multinacional de inspeção e certificação SGS adquiriu a startup portuguesa Biopremier, criada na Faculdade de Ciências de Lisboa.

Fundada em 2003, a Biopremier é um laboratório “pioneiro” na aplicação dos métodos NGS (Next Generation Sequencing) no setor agroalimentar, explica em comunicado a SGS, que classifica a startup adquirida como uma “referência para a comunidade europeia na área da biologia molecular”.

A empresa portuguesa desenvolveu um novo método que “veio alterar as análises alimentares”, o qual identifica a totalidade das espécies presentes num alimento ao invés de detetar a presença ou ausência de uma determinada espécie. Para tal, o laboratório alargou o espetro de aplicação da “sequenciação de próxima geração” (NGS) ao setor agroalimentar. A tecnologia era até então apenas utilizada em DNA de seres humanos.

A aposta da startup não se restringe ao setor agroalimentar, já que o NGS pode ser aplicado a produtos de vários setores, como o cosmético ou o têxtil, desde que contenha DNA. “A aquisição da Biopremier permite que o Grupo SGS tenha em Portugal, um centro global de investigação, desenvolvimento e inovação, que funcionará com hub regional de análises de biologia molecular da SGS”, explica João Marques, Presidente do Conselho de Administração da empresa sediada em Genebra, na Suíça.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *